icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
21/08/2015
13:29

Boas disputas previstas pra finais da 5ª e penúltima etapa do 44º Troféu Finkel de Natação, a partir das 18h30, na piscina coberta do Esporte Clube Pinheiros. O que certamente acirrará ainda mais a luta dos clubes na classificação do campeonato. Até o momento, o Minas Tênis lidera a pontuação geral, seguido pelo Pinheiros, e a feminina, enquanto o Corinthians está na frente entre os homens. A competição termina neste sábado, 22/8.

Outra boa surpresa desta manhã de 6ª feira (21/8) foi a presença da mineira Flavia Delaroli, finalista olímpica, medalhista pan-americana e ex-recordista brasileira dos 50m livre. Ex-nadadora do próprio Pinheiros, Flavinha veio prestigiar a competição com seu filho Joaquim, de 1 aninho. Nas finais da véspera, quem também veio acompanhar o Finkel 2015 foi o medalhista olímpico Gustavo Borges.

Nas eliminatórias desta 6ª feira, até empate no melhor desempenho ocorreu. Foi o caso dos 50m borboleta feminino, em que a recordista sul-americana da prova, Daynara de Paula, do Sesi, fez o mesmo tempo de Bruna Rocha, do Corinthians, 27s26. Na versão masculina, Marcelo Chierighini, do Pinheiros, fez tempo melhor do que o recordista de campeonato Nicholas Santos, da Unisanta, marcando 23s68 contra 23s86 do companheiro de seleção brasileira. E com o terceiro tempo ainda teve Henrique Martins, do Minas Tênis (23s95), vencedor da prova nas Universíades da Coreia este ano.

Nos 200m medley, os melhores tempos ficaram separados por apenas 18 centésimos, entre a australiana Taylor McKeown, do Minas Tênis (2m17ss49) e a recordista sul-americana, Joanna Maranhão, 2m17s67. Na versão masculina, Henrique Rodrigues, do Pinheiros, dominou e sairá na raia 4, após seus 2m05s55. O segundo melhor tempo foi de Ícaro Pereira, do Fluminense, 2m04s91.

- A competição está puxada pra gente, estou muito cansado após esta maratona de competições. Então, estou nadando pra buscar vitórias e pontos pro Pinheiros. Não interessa o tempo. Após o Finkel vamos ter uma pequena folga e depois dedicação total aos 200m medley pensando nos Jogos do Rio. Estou no top-10 da prova no mundo e a vitória no Pan nos dá uma outra perspectiva, mais moral e tudo o mais. Quanto aos 400m medley, só vou pensar nele outra vez, após as Olimpíadas - disse Henrique Rodrigues.

Viviane Jungblut, do Grêmio Náutico União, vai sair na raia 4 da final dos 400m livre após ter feito o melhor tempo das eliminatórias, 4m21s35, à frente da recordista brasileira, Manuella Lyrio, do Pinheiros (4m21s68), que competirá ao seu lado na raia 5 na final desta noite. O terceiro melhor desempenho ficou com Poliana Okimoto, da Unisanta, 4m22s79, e o quarto com uma das australianas do Minas, Leah Neale, 4m23s14.
Nos 400m livre masculino, Luiz Altamir, do Flamengo, fez o melhor de sua vida, 3m53s29 e obteve o melhor desempenho da manhã. Luiz, que também foi ao Pan e Mundial, não entendeu o que aconteceu.

- Estou cansado como todos e sinceramente não esperava isto e vou até conversar com meu técnico. Tive bom desempenho em meu primeiro Pan, ganhei medalha no revezamento, e depois no Mundial, a performance não foi tão boa. Mas este tempo aqui foi uma surpresa - resumiu Altamir, que deixou pra trás até o recordista brasileiro da prova, Leonardo de Deus, do Corinthians, que ficou com o 5º tempo do dia, 3m59s16.

Nos 50m costas, os dois recordistas sul-americanos confirmaram o favoritismo e fizeram o melhor tempo das eliminatórias. Etiene Medeiros, do Sesi, marcou 28s58, deixando o segundo tempo com Andrea Berrino, da Unisanta, 29s35. No masculino, Daniel Orzechowski, do Pinheiros, fez 24s82. Aliás, seu clube conseguiu as quatro melhores marcas, com Fábio Santi (25s62), Henrique Machado (25s87) e Vítor Guaraldo (25s89).

Boas disputas previstas pra finais da 5ª e penúltima etapa do 44º Troféu Finkel de Natação, a partir das 18h30, na piscina coberta do Esporte Clube Pinheiros. O que certamente acirrará ainda mais a luta dos clubes na classificação do campeonato. Até o momento, o Minas Tênis lidera a pontuação geral, seguido pelo Pinheiros, e a feminina, enquanto o Corinthians está na frente entre os homens. A competição termina neste sábado, 22/8.

Outra boa surpresa desta manhã de 6ª feira (21/8) foi a presença da mineira Flavia Delaroli, finalista olímpica, medalhista pan-americana e ex-recordista brasileira dos 50m livre. Ex-nadadora do próprio Pinheiros, Flavinha veio prestigiar a competição com seu filho Joaquim, de 1 aninho. Nas finais da véspera, quem também veio acompanhar o Finkel 2015 foi o medalhista olímpico Gustavo Borges.

Nas eliminatórias desta 6ª feira, até empate no melhor desempenho ocorreu. Foi o caso dos 50m borboleta feminino, em que a recordista sul-americana da prova, Daynara de Paula, do Sesi, fez o mesmo tempo de Bruna Rocha, do Corinthians, 27s26. Na versão masculina, Marcelo Chierighini, do Pinheiros, fez tempo melhor do que o recordista de campeonato Nicholas Santos, da Unisanta, marcando 23s68 contra 23s86 do companheiro de seleção brasileira. E com o terceiro tempo ainda teve Henrique Martins, do Minas Tênis (23s95), vencedor da prova nas Universíades da Coreia este ano.

Nos 200m medley, os melhores tempos ficaram separados por apenas 18 centésimos, entre a australiana Taylor McKeown, do Minas Tênis (2m17ss49) e a recordista sul-americana, Joanna Maranhão, 2m17s67. Na versão masculina, Henrique Rodrigues, do Pinheiros, dominou e sairá na raia 4, após seus 2m05s55. O segundo melhor tempo foi de Ícaro Pereira, do Fluminense, 2m04s91.

- A competição está puxada pra gente, estou muito cansado após esta maratona de competições. Então, estou nadando pra buscar vitórias e pontos pro Pinheiros. Não interessa o tempo. Após o Finkel vamos ter uma pequena folga e depois dedicação total aos 200m medley pensando nos Jogos do Rio. Estou no top-10 da prova no mundo e a vitória no Pan nos dá uma outra perspectiva, mais moral e tudo o mais. Quanto aos 400m medley, só vou pensar nele outra vez, após as Olimpíadas - disse Henrique Rodrigues.

Viviane Jungblut, do Grêmio Náutico União, vai sair na raia 4 da final dos 400m livre após ter feito o melhor tempo das eliminatórias, 4m21s35, à frente da recordista brasileira, Manuella Lyrio, do Pinheiros (4m21s68), que competirá ao seu lado na raia 5 na final desta noite. O terceiro melhor desempenho ficou com Poliana Okimoto, da Unisanta, 4m22s79, e o quarto com uma das australianas do Minas, Leah Neale, 4m23s14.
Nos 400m livre masculino, Luiz Altamir, do Flamengo, fez o melhor de sua vida, 3m53s29 e obteve o melhor desempenho da manhã. Luiz, que também foi ao Pan e Mundial, não entendeu o que aconteceu.

- Estou cansado como todos e sinceramente não esperava isto e vou até conversar com meu técnico. Tive bom desempenho em meu primeiro Pan, ganhei medalha no revezamento, e depois no Mundial, a performance não foi tão boa. Mas este tempo aqui foi uma surpresa - resumiu Altamir, que deixou pra trás até o recordista brasileiro da prova, Leonardo de Deus, do Corinthians, que ficou com o 5º tempo do dia, 3m59s16.

Nos 50m costas, os dois recordistas sul-americanos confirmaram o favoritismo e fizeram o melhor tempo das eliminatórias. Etiene Medeiros, do Sesi, marcou 28s58, deixando o segundo tempo com Andrea Berrino, da Unisanta, 29s35. No masculino, Daniel Orzechowski, do Pinheiros, fez 24s82. Aliás, seu clube conseguiu as quatro melhores marcas, com Fábio Santi (25s62), Henrique Machado (25s87) e Vítor Guaraldo (25s89).