NBB CAIXA - Em jogo emocionante, o Paulistano superou o Solar Cearense

Paulistano e Solar Cearense se enfrentam nesta terça-feira (Foto: Stephen Eilert/Solar Cearense)

LANCE!
15/04/2017
17:42
São Paulo (SP)

O Paulistano/Corpore segue vivo nas oitavas de final do NBB. Em Fortaleza, a equipe do técnico Gustavo De Conti superou o Solar Cearense por 82 a 67, empatou o confronto em 2 a 2 e forçou a realização do Jogo cinco. O adversário do Franca nas quartas de final será conhecido nesta terça-feira, às 19h30, no no Ginásio Antonio Prado Jr, em São Paulo (SP). A partida será transmitida pelo SporTV. 

- Entramos com muita confiança hoje. Viemos de uma derrota que ninguém esperava. Colocamos um ritmo forte e tentamos sufocar ao máximo. O time confiou bastante em mim, principalmente nesse último quarto, onde eles me procuraram bastante. Pude corresponder da melhor maneira possível e ajudei o time a conquistar essa vitória - declarou o 32 no Paulistano, Georginho.

Ao lado de Lucas Dias, o ala/pivô ditou o ritmo da partida. De Paula, de 22 anos, registrou um duplo-duplo de 15 pontos e 15 rebotes (seis ofensivos). Ainda somou 26 de eficiência e quebrou seu recorde de rebotes na carreira. Já o armador Lucas viveu sua melhor atuação na série e contribuiu com expressivos 17 pontos, nove rebotes e seis assistências.

Paulistano e Solar Cearense se enfrentaram nos playoffs da temporada 2012/2013. Novamente nas oitavas, melhor para o time paulista, que venceu a séria por 3 a 2. O confronto irá, novamente para o Jogo cinco.

Vasco vence Pinheiros e leva série ao quinto jogo

Nada decidido no confronto entre paulistas e cariocas. Assim como em toda série, neste sábado, Vasco da Gama e EC Pinheiros fizeram um jogo muito equilibrado. Com um trabalho em grupo ótimo, o cruzmaltino venceu a equipe da capital paulista, por 79 a 73, em São Januário, empatando o confronto em 2 a 2.

À frente do placar a partir do último minuto do primeiro quarto, o Vasco foi abrindo vantagem gradualmente até chegar à parcial final com dez pontos de frente (59 a 49). Quando ameaçado pelo Pinheiros, a pouco mais de três minutos do fim, o cruzmaltino voltou a se impor defensivamente e manteve as duas posses de bola de vantagem, para chegar ao segundo triunfo na série.

O grande trabalho dos armadores cruzmaltinos foi fundamental para mais esta vitória. Muito ativo ao longo de todo jogo, Nezinho deixou a quadra com 14 pontos anotados, quatro rebotes conquistados e quatro assistências distribuídas. Enquanto isso, David Jackson não fez menos e contribuiu com mais 14 tentos, seis assistências e três roubos de bola.

Ditando o ritmo do ataque pinheirense, Bennett foi o jogador mais sólido da equipe. Em quadra por 35 minutos, o norte-americano alternou bons momentos armando, outros pontuando e foi muito bem na defesa. Ao fim do jogo, o camisa 3 deixou a quadra com 17 pontos, quatro rebotes, quatro assistências e quatro bolas recuperadas, totalizando 22 de eficiência (melhor em quadra no quesito).