Panthers vencem os Colts e seguem invictos na NFL

Quarterback de Carolina marcou 50 touchdowns na temporada regular e playoffs (Foto: Reprodução/Instagram)

Thiago Ferri
07/02/2016
10:05
São Paulo (SP)

Uma das franquias mais novas da NFL (fundada em 1995), o Carolina Panthers busca seu primeiro título, depois de uma campanha dominante. Modesto na temporada regular de 2014 (7-8-1) e derrotado no segundo jogo dos playoffs daquele ano, pouco se esperava de Carolina. Pois o time surpreendeu e obteve o melhor aproveitamento da NFL, com uma derrota e 17 vitórias, contando a pós-temporada. Neste domingo, às 21h30 (de Brasília), eles enfrentam o Denver Broncos no Super Bowl 50 para coroar a temporada quase imbatível.

Tendo um dos melhores jogos corridos da liga e Cam Newton, um quarterback quase imbatível tanto lançando quanto correndo, o Panthers não perdeu fôlego nos playoffs e dominou o Seattle Seahawks e o Arizona Cardinals, seus rivais na pós-temporada, marcando, em média 40 pontos por jogo.

Draftado em 2011, Newton assumiu definitivamente a condição de “cara da franquia”. Dono de 50 touchdowns no ano (38 lançando e outros 12 correndo), o camisa 1, de 26 anos, tem um estilo bem diferente de Peyton Manning, de 39.

Primeira escolha do draft assim como o jogador do Broncos, Cam é um dos mais atléticos na posição, diferentemente do camisa 18, e lidera o melhor ataque em pontos da NFL, enquanto Denver ainda tem dificuldades ofensivamente. Se o ex-Colts é adorado por boa parte da liga, o sentimento não é o mesmo com o jogador do Panthers: suas danças na endzone e a comemoração imitando o Super-Homem após touchdowns renderam críticas de rivais, rebatidas pelo QB.

– Sou um quarterback afro-americano e isso pode assustar muita gente, pois eles não viram nada que possam usar para me comparar – disse Cam, na última semana.

Apesar da temporada dominante do camisa 1, Carolina não é só isso. O time é completo: a defesa, uma das melhores contra a corrida, sabe roubar a bola – o linebacker Luke Kuechly, capaz de fazer tackles, sacks e interceptar, é o destaque. O Panthers chega em alta, em fase melhor que a do Broncos. Será a consagração do Super Cam?

Cam Newton liderou Panthers em vitória sobre o Dallas Cowboys (Foto: Michael Ainsworth/AP)
Comemorações do time são polêmicas (Foto: Michael Ainsworth/AP)