Carlos Arthur Nuzman (foto:divulgação)

Carlos Arthur Nuzman (foto:divulgação)

Igor Siqueira
26/04/2016
15:13
Rio de Janeiro (RJ)

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa, encabeçada pelo presidente Alaor Gaspar Azevedo, conseguiu nesta terça-feira uma liminar na Justiça do Rio que derruba o dia 30 de abril como prazo final para registro da candidatura a presidente do Comitê Olímpico Brasileiro.

A medida foi tomada para impedir que o desenho político do pleito se desse com antecedência vista como desnecessária pelos dirigentes opositores a Carlos Arthur Nuzman, já que a eleição só acontecerá no quarto trimestre do ano.

Em seu despacho, o juiz Mario Cunha Olinto Filho diz que o prazo de 30 de abril, estipulado pelo estatuto do COB, "informa um desvio de finalidade". O magistrado cita ainda que tamanha distância para a eleição poderia gerar retaliações, deixando os envolvidos "a mercê de ameaças de perseguição ou tratamento desigual".

A decisão liminar estipula a suspensão do prazo previsto no estatuto e coloca o prazo de 30 dias antes para o fim da inscrição das chapas.