Cam Newton

Cam Newton diz que não gosta de perder (Foto: GRANT HALVERSON/AFP)

Ricardo Lopez Juarez - Diário de NY
10/02/2016
16:53
POOL DO Lance!

Cam Newton voltou a ser Cam Newton. Para seu infortúnio, isso ocorreu no jogo mais importante de sua vida, na frente de uma audiência mundial, quando acabou dando razão aos seus críticos que através dos últimos anos sempre falam que o jogador é um quarterback imaturo.

O homem foi derrotado em campo pela ferrenha defesa do Denver Broncos. Cam Newton e também os seus companheiros. Ocorreram incontáveis erros e imperfeições do Carolina Panthers: uma linha ofensiva porosa que não pode protegê-lo, tanto que levou 12 sacks; um plano de jogo que em alguns momentos foi ingênuo; pobreza na execução dos lances; e, claro, os lançamentos ruins do MVP da temporada em seu primeiro Super Bowl.

Com isso, veio a queda final de Cam Newton e não foi com a bola nas mãos. Mas, sim, na frente das câmeras. Escondido por baixo de um capuz, sem dar ao Broncos um tiquinho de crédito pela vitória, sem mostrar altivez, sem responder as perguntas que todo líder tem a obrigação de responder quando milhões de torcedores necessitam escutar. Poucas respostas, quase todas monossilábicas naqueles poucos minutos de entrevista que ele abandonou.

Criticado por não saber dar a cara na Califórnia após ter jogado mal após uma campanha espetacular na qual a cada rodada não deixou de rir, bailar e posar para as fotos. 

Cam Newton teve a oportunidade de redimir-se na terça-feira, já de regresso para a sua cidade. Porém, só conseguiu se prejudicar ainda mais.

- Não tenho que dar esse gosto aos outros - disse Newton para diversos órgãos de imprensa em Charlotte, quando a pergunta era sobre a sua atitude após a derrota.

- Odeio perder. Mostre-me um bom perdedor e te direi que essa pessoa jamais vencerá - concluiu.

Duas bolas soltas de Cam Newton resultaram em 15 pontos que necessariamente fizeram a diferença no Super Bowl. E por mais que ele admita que não sabe perder porque odeia perder, ele logo em seguida falou algo contraditório. Quando perguntado porque não se jogou na tentativa de salvar aquela que foi a sua segunda bola perdida,  Newton não ajudou quando respondeu  que ficou parado no lance porque pela posição em que estava, poderia sofrer uma lesão nas pernas. Em outras palavras: o medo de machucar-se fez render-se naquela que foi a jogada-chave que definiu o Super Bowl 50. 

Cam Newton odeia perder e teremos que esperar um pouco para vê-lo regressar sem medo em busca do título. Porém, sinceramente, talvez Cam Newton não tenha mesmo um coração de campeão.