Jhennifer Conceição defendeu o Flamengo de 2011 até esse ano, chegando ao clube com 14 anos (Foto: Divulgação)

Jhennifer Conceição defendeu o Flamengo de 2011 até esse ano, chegando ao clube com 14 anos (Foto: Divulgação)

LANCE!
04/02/2016
14:40
São Paulo (SP)

O Esporte Clube Pinheiros rebateu o Flamengo no caso envolvendo a atleta Jhennifer Conceição, que deixou o clube carioca para atuar em São Paulo. De acordo com o Rubro-Negro, a nadadora não chegou a um acordo com o time, e começou a treinar em outro clube. Já os paulistas afirmam que foram procurados por sua família.

Além de rebater o Flamengo, o Pinheiros reiterou sua amizade com os outros clubes de natação do país, afirmando que cedeu diversos competidores para atuarem em outros locais no Brasil.

Até o momento não houve confirmação sobre qual será o futuro da competidora de 18 anos, que tem índice para a Olimpíada do Rio de Janeiro nos 100m peito. Atualmente, ela segue treinando no Pinheiros.

Confira abaixo a nota oficial do Pinheiros na íntegra:

"Em setembro de 2015, após o Troféu José Finkel, o Esporte Clube Pinheiros, através da Seção de Natação, foi procurado pelo Pai da atleta, Jhennifer Alves da Conceição. Afirmando estar decidida a se mudar para a cidade de São Paulo, estimulada pelo novo projeto que vem sendo desenvolvido na área e pela vasta infraestrutura do ECP, foi quando manifestou, pela primeira vez, seu desejo de se integrar a nossa equipe.

Incontinenti, nosso técnico procurou o seu correspondente no Clube de Regatas Flamengo e o informou do ocorrido. A iniciativa não prosperou.

Em meados de dezembro, ao final da temporada, outro de nossos técnicos foi procurado pelo Pai da atleta, reiterando o desejo dela em vir para São Paulo e para o Esporte Clube Pinheiros.

Como sabemos, em todas as modalidades esportivas acontecem, corriqueiramente, transferências de atletas, por decisão própria ou de seus Clubes.

Assim que a Diretoria de Esportes do Esporte Clube Pinheiros foi procurada pelos representantes do Clube de Regatas Flamengo e ouviu a versão do caso, pela ótica do Clube da Gávea, formalmente comprometeu-se a orientar a atleta para que ela se apresentasse ao Clube de Regatas Flamengo para tentar encontrar entendimento consensual, mesmo que esse fosse o da saída da atleta daquela agremiação.

O que veio a acontecer, pois, lamentavelmente, por razões que fogem ao nosso controle, não houve entendimento entre as partes para que a atleta permanecesse no Clube de Regatas Flamengo.

Ressalte-se que a Diretoria de Esportes do Esporte Clube Pinheiros, em respeito ao Clube coirmão, mesmo podendo se beneficiar da janela de transferência e federar a atleta, o que, como sabemos, é o suficiente para selar a transferência, não o fez, uma vez que pauta suas ações pelo respeito e ética inabalável.

Louvamos a atual intenção manifestada pela Diretoria do Clube de Regatas Flamengo de se pautar pela atuação ética, mas repudiamos as acusações dirigidas ao Esporte Clube Pinheiros, que no momento e pelos meios adequados serão combatidas.

Ao longo dos últimos anos o Esporte Clube Pinheiros teve atletas consagrados, até mesmo medalhistas olímpicos, mundiais e panamericanos que se transferiram para diversos Clubes coirmãos, a saber:

PARA O FLAMENGO

- NICOLAS SANTOS

- CESAR CIELO

- HENRIQUE BARBOSA

- ANDRÉ SCHULTZ

- LEONARDO DE DEUS

- TALES CERDEIRA (com multa)

- HENRIQUE RODRIGUES (com multa)

No Esporte Clube Pinheiros o respeito vale para todos: associados, atletas, funcionários, Federações, Confederações e Clubes coirmãos.

Ao longo da nossa história de 116 anos, sempre tivemos a convicção de que não há nenhum atleta, técnico ou funcionário que aqui esteja obrigado. Somos procurados pela nossa História, repleta de glórias esportivas e muitas conquistas, nossa invejada infraestrutura e reconhecida capacidade de elevar os níveis de competitividade de nossos atletas.

Como esportistas, sabemos o valor e os ensinamentos que as derrotas nos oferecem, e temos humildade para reconhecer quando nos equivocamos, permanecendo sempre de mão estendida para os nossos adversários.

Com tranquilidade, preferimos que temas controversos e sem consenso sejam decididos pelas adequadas instâncias e, nesses casos, sempre respeitaremos os oficiais vereditos.

Certos de não haver cometido nenhuma das infundadas acusações lançadas na Nota Oficial do Clube de Regatas Flamengo, e firmes no propósito de não prejudicar a atleta, reiteramos o nosso compromisso com o desenvolvimento da natação brasileira e com os valores éticos que sempre pautaram o Esporte Clube Pinheiros."