Claudio Roberto recebe homenagem

Claudio Roberto recebe homenagem (Foto: Fernanda Paradizo/CBAt)

LANCE!
23/04/2016
18:25
São Paulo (SP)

Muitos atletas sonham em conquistar uma medalha olímpica, mas nem todos conseguem e ficam de mãos vazias. O caso do ex-atleta Claudio Roberto de Souza, no entanto, foi o contrário. Nos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000, ele foi vice-campeão no revezamento 4x100m rasos, mas nunca recebeu a láurea de prata. Ontem, 16 anos depois, de forma não oficial, o piauiense de 42 anos teve esta injustiça amenizada.

Em uma iniciativa conjunta dos também medalhistas olímpicos André Domingos (que fez parte do time vice-campeão olímpico com Claudio) e Arnaldo de Oliveira (bronze no revezamento 4x100m nos Jogos de Atlanta-1996) com dirigentes da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Claudio ganhou uma réplica da medalha.

A homenagem foi feita durante assembleia da confederação, em um hotel em São Paulo.

– Estou vivendo um sonho. Estou extremamente feliz, mas tão feliz que nem sei o que falar. Só muito grato a todos – falou Claudio.

O piauiense acabou não ganhando a medalha por um erro do comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Sydney. Claudio correu apenas nas eliminatórias no revezamento 4x100m rasos na Austrália. O quarteto titular, formado por André Domingos, Claudinei Quirino, Edson Luciano e Vicente Lenílson, recebeu a prata normalmente, no pódio.

Quem liderou a organização da homenagem foi Domingos. Ele pegou sua medalha como molde, e mandou confeccionar uma semelhante, em São José do Rio Preto (SP). Segundo o ex-atleta, todo o processo demorou três meses e meio.

– A situação do Claudinho me incomodava e por isso tentei fazer o que pude – contou Domingos, que esteve ao lado dos outros medalhistas da equipe ontem na cerimônia realizada em São Paulo.

Além do vice-campeonato olímpico em Sydney, Claudio Roberto também levou uma medalha de prata, desta vez como titular, no Campeonato Mundial disputado em Paris (FRA), em 2003.