Ciclista Dani Genovesi (Foto:Arquivo Pessoal)

Ciclista Dani Genovesi é especialista em provas de longa duração (Foto:Arquivo Pessoal)

LANCE!
20/09/2016
16:32
São Paulo (SP)

O retorno às competições de ciclismo de longa duração não foi como a brasileira Dani Genovesi esperava. Após fraturar o quadril em uma queda de bicicleta em abril, ela retornou às provas no último fim de semana na THE 508, no deserto de Nevada, nos Estados Unidos. A atleta, no entanto, não conseguiu concluir os 800 quilômetros do percurso.  Um mal-estar a tirou da prova. 

O abandono aconteceu na noite de sábado, quando Genovesi tinha pedalado aproximadamente 470 quilômetros. Apesar de não se sentir confortável fisicamente, ela tentou insistir na competição, até chegar ao ponto de perceber que não podia mais continuar em cima da bicicleta.

- Não foi meu dia. Senti com uns 200 quilômetros de prova que meu estômago não estava bem. Tinha dificuldades em me alimentar, com dores na barriga. Fui administrando esse mal-estar por mais 210 quilômetros. Foi quando cheguei na metade da prova, parei um pouco e tentei comer uma maçã na esperança de melhorar. Mas foi fatal - disse Genovesi ao LANCE!, que complementou. 

- A dor no estômago aumentou e vomitei muito. Segui pedalando levemente, achando que iria aliviar. Pedalei mais uns 60 quilômetros dando goles pequenos de água de coco. Desidratada, sem conseguir engolir nenhum líquido, veio a tonteira e dores de cabeça. Parei novamente, entrei no saco de dormir e aguardei um pouco mais as dores e o mal-estar passarem. Mas não melhorou. Vi que não daria mesmo. Tomei uma decisão difícil, mas não poderia expor mais minha saúde e abandonei a competição - falou a ciclista. 

Se por um lado a competidora revelou sua frustração por ter que abandonar a corrida, por outro ela sentiu-se aliviada por perceber que suas fraturas no quadril estão completamente curadas.

- Tem momentos que devemos ultrapassar barreiras e limites, mas aprendi muito que também temos momentos em que temos que nos respeitar. Tive que respeitar meus limites para seguir em frente, em busca de um outro desafio. Não foi como eu imaginava. Abandonei por não conseguir me hidratar e me alimentar. Isso me deixa muito mais tranquila do que se tivesse que abandonar por conta da lesão no quadril que sofri. Não senti nada no quadril - relatou Genovesi.

Com o abandono, a brasileira jogou a toalha na disputa do título do circuito de ciclismo de longa duração. Genovesi, que é bicampeã mundial (2011 e 2015) e campeã da Race Across America de 2009, disputará agora algumas provas no Brasil já pensando no calendário de 2017. 

- É hora de virar a página e levantar a poeira - falou a atleta.