Lucas Pastore
15/08/2016
21:22
Rio de Janeiro (RJ)

Ainda sem saber que seria eliminado da Olimpíada do Rio de Janeiro, o argentino Rubén Magnano, técnico da Seleção Brasileira masculina de basquete, concedeu entrevista coletiva após a vitória por 86 a 69 sobre a Nigéria, nesta segunda-feira, e deixou o seu futuro em aberto. O treinador afirmou que seu contrato vence depois dos jogos e que não foi procurado pela Confederação Brasileira de Basquete para renovar.

– Tenho contrato até agora. Não tive nenhuma proposta para continuar, acho que a CBB fará sua avaliação do que acontecer. Os dirigentes são sempre quem decide. Eu, como treinador, tenho a obrigação de me posicionar, mas acho que não tem nada – declarou o comandante.

Sobre a possibilidade de renovação no Brasil, Magnano disse que espera que os veteranos sigam à disposição. O técnico sempre fez críticas públicas aos jogadores que pediram dispensa quando convocados durante sua gestão na Seleção.

– Acho que alguns deles ficarão fora da Seleção para dar espaço a jogadores mais jovens. Mas espero que, quando sejam convocados, falem sim à Seleção. Espero que aconteça isso – afirmou.

Para se classificar para as quartas de final, o Brasil precisava vencer a Nigéria e torcer para a Argentina superar a Espanha. Mas os europeus derrotaram os hermanos por 92 a 73.