Marcelo Laguna
23/07/2016
17:25
Enviado especial ao Rio de Janeiro (RJ)

Um dos segredos do sucesso de qualquer edição dos Jogos Olímpicos é conseguir faturar bem com a venda de produtos licenciados com a marca do evento. A tomar como base o movimento da megastore da Rio-2016 localizada na praia de Copacabana nos últimos dias, só mesmo o preço salgado dos produtos pode atrapalhar os planos do comitê organizador. O visitante tem uma lista enorme de itens à disposição e pode adquirir desde uma simples pulseirinha colorida a R$ 15,00 até uma moeda em ouro de 22 quilates, pela bagatela de R$ 9.560,00.


Desde a abertura do espaço, no último dia 1º, a movimentação de público na loja montada em plena areia de Copacabana vem crescendo de forma constante. No último final de semana, cerca de 50 mil pessoas visitaram o local, que fica aberto diariamente das 10 às 20h e assim permanecerá durante todo o período da Olimpíada. Será também a única loja com produtos oficiais aberta para todo o público e que não fica dentro das arenas de competição.

- A gente vem notando que o movimento aumenta a cada dia. Quanto mais próximo do evento, maior será este interesse – afirmou Roberta Clark, gerente-geral da megastore olímpica.

Se como ponto turístico já é um sucesso, ainda não dá para cravar que o volume de vendas na loja olímpica irá atingir as metas pretendidas pelos organizadores, embora o discurso oficial seja diferente.

- Temos batido nossas metas de vendas todos os dias. Nos finais de semana, então, quando o movimento aumenta, isso chega a ocorrer ainda na metade do dia – afirma Roberta.

Em média, segundo ela, cada visitante tem realizado compras em valores que variam de R$ 350,00 a R$ 400,00, sendo todos atendidos por uma equipe de 250 pessoas e que será reforçada com um novo grupo de contratados a partir do dia 29.

Os itens mais procurados são os mascotes Vinicius (Olimpíada) e Tom (Paralimpíada), a R$ 115,00 cada. Também tem tido bastante procura sandálias havaianas (R$ 45,00), os pins (R$ 30,00), bandanas (R$ 30,00), tintas para o torcedor pintar o rosto (R$ 20,00) e filtros solares (R$ 25,00).

Existem outros itens inusitados, como garrafas de vinho personalizadas com o logo dos Jogos (R$ 25,00 as garras de 250 ml) e gravatas personalizadas de algumas modalidades, como golfe (R$ 215,00) e hipismo (R$ 430,00). Mas o local mais procurado durante a vista do Lance! à loja em Copacabana era o estande da Casa da Moeda, justamente onde está o item mais caro à venda: uma moeda em ouro 22 quilates, com o símbolo dos Jogos Olímpicos. Foram fabricadas 50 unidades desta moeda e até ontem 27 já tinham sido comercializadas.