Leandro Vissotto só marcou um ponto de ataque na partida contra Porto Rico (Foto: Thais Llorca/EFE)

Leandro Vissotto conquistou a prata olímpica em Londres-2012 (Foto: Thais Llorca/EFE)

LANCE!
12/01/2017
18:09
São Paulo (SP)

A caminho da sua sexta temporada da Itália, o oposto da Seleção Brasileira durante oito anos, Leandro Vissotto relembrou alguns momentos ao lado de Bernardinho. Com a amarelinha, o jogador conquistou o Campeonato Mundial e  Liga Mundial em 2010, além da medalha de prata em Londres-2012.

O mais novo oposto do Monza comenta sobre o grande nível de exigência do treinador brasileiro.

- Foram oito anos em que sempre tive que me superar e nunca ter o sentimento de conforto ou comodismo. Ele conseguia tirar o máximo de todos com maestria. Nunca vou me esquecer da frase: Temos que pagar o preço para estar aqui. E essa sempre foi a essência, o preço na vida particular, na saúde física e psicológica. O preço era esse e todos estavam ali porque queriam.

Vissotto também relembra as dificuldades em continuar o legado da geração de Giba.

- Não foi fácil substituir a geração de Giba e companhia, mas, com muito trabalho, os resultados foram chegando. Vi a mutação de estilo e gestão, e de como se reinventar durante a vida profissional para continuar no topo. Foi um aprendizado e muitas lições.