Brígida conquistou mais uma medalha com a Seleção

(Foto: Rafael Burza/Divulgação)

RADAR/LANCE!
13/05/2016
11:24

Esta sexta-feira foi inesquecível para a judoca Nathália Brígida (48kg), do Belo Dente/Minas. Representando a Seleção Brasileira, a atleta conquistou a medalha de bronze no Grand Prix de Almaty, no Cazaquistão. Além da medalha, a atleta somou 120 pontos no ranking mundial e pode entrar para o Top 16 do mundo. Caso isso se confirme, após a atualização do ranking, ela representará o Brasil no World Masters, última competição antes da convocação final da CBJ para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Única mulher represente do judô brasileiro nesta sexta-feira, Nathália venceu, no primeiro duelo, a cazaque Abiba Abuzhakynova por ippon. No segundo combate, válido pelas quartas de final, Nathália foi derrotada pela ucraniana Maryna Cherniak, que levou uma punição contra duas da minastenista. Na repescagem, a brasileira venceu a francesa Laetitia Payet também no número de punições (3 a 1). Na disputa pelo bronze, Nathália fez uma luta dura contra a turca Dilara Lokanhekim. A minastenista forçou uma punição à adversária e saiu do combate com a vitória e a medalha de bronze no peito. 

Neste sábado, o Brasil será representado pela medalhista olímpica Ketleyn Quadros (63kg), que estreia na competição contra a americana Leilani Akiyama. Já domingo é a vez de Eduardo Bettoni (90kg) defender a seleção brasileira. O minastenista estreia contra o vencedor do duelo entre Dilshod Shoriev, do Uzbequistão, e Samat Yessen, do Cazaquistão.

Além dos três minastenistas, vão representar a seleção brasileira os atletas Felipe Kitadai (60kg), Leandro Guilheiro (81kg) e Rafael Buzacarini (100kg).

O Grand Prix de Almaty distribui ao campeão, em cada categoria, 300 pontos. O vice-campeão leva 180 e os terceiros colocados somam 120 pontos.