NRG Stadium

NRG Stadium será  o palco da 51ª edição do Super Bowl  (Foto: DIvulgação)

Carolina Alberti
02/02/2017
17:36
São Paulo (SP)

Um dos maiores momentos do esporte mundial e o principal do futebol americano é o Super Bowl, que será neste domingo, a partir das 21h (horário de Brasília), no NRG Stadium (Houston), com a partida entre Atlanta Falcons e New England Patriots. Apesar de ser uma das modalidades mais apreciadas no país, os altos valores dos ingressos assustam.

Há três dias do megaevento, ainda exitem ingressos disponíveis em alguns setores, variando entre US$ 2.400 (R$7.555) e US$ 17.500 (R$ 55.088). Muito mais caro do que a final da última Copa do Mundo que custava, na categoria mais cara R$ 1.980 e do que os melhores lugares nas Cerimônias de Abertura e Encerramento da Rio-2016, R$ 4.600 e R$ 3.000 respectivamente.

O professor de marketing esportivo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Anderson Gurgel, afirma que o Super Bowl foi criado para ser o ponto mais alto da modalidade.

- O Super Bowl foi projetado, há muitos anos, para ser o ápice do futebol americano assim como o Oscar é para o cinema, como a final da Copa do Mundo é para o futebol mundial e como são as Cerimônias de Abertura e de Encerramento para a Olímpíada.

Ele também explica que o evento segue o modelo de marketing americano que é, atualmente, adotado no mundo todo. A lógica de ter 'produto altamente valorizado e altamente cobiçado pelo público', segundo ele, não reflete apenas nos ingresso, como também nos valores de transmissão. Em 2015, 30 segundos nos intervalos da televisão custaram, em média, cinco milhões de dólares.

- Não é só o ingresso que é caro, o tempo de televisão para se relacionar com o futebol americano, a empresa aparecer lá como patrocinadora também é caríssimo, um dos mais caros do mundo. Estar no estádio durante o Super Bowl está na mesma relação de uma empresa que quer estar no intervalo. São momentos extremamente valorizados e acabam, por consequência, sendo elitizados.

Gurgel também explica que o 'valor' do espetáculo é formado pela relação de oferta e procura, ou seja, enquanto o NRG Stadium comporta 72.220 pessoas, milhões desejam ir. Em 2015, aproximadamente 161,3 milhões de telespectadores assistiram à final.

- Em um contexto de valorização, quando você tem uma coisa escassa, como um estádio com limitação de pessoas, para um evento de um bilhão, acaba gerando o que a gente chama de valor, quer dizer, a escassez cria o valor e como o Super Bowl é efetivamente um dos grandes momentos do esporte ao longo do ano, isso ajuda a explicar um pouco também o quanto é alto o valor até na comparação com uma final de Copa do Mundo e de Cerimônia de Abertura de Olimpíada.

O Show do Intervalo, assim como o alto nível apresentado também ajudam no alto custo dos ingressos. Porém o principal é que, hoje o Super Bowl atingiu o nível de espetáculo, nãos sendo meramente uma final de campeonato.

- Não é só mais um jogo, ele virou um produto único do marketing esportivo da NFL, onde será disputado um título cobiçado, só que isso vira um espetáculo planetário e, no caso do modelo do marketing americano, ainda mais diferenciado porque tem um show no meio. Então, na verdade, o Super Bowl é o suprassumo dessa máquina do marketing esportivo americano que une o esporte de alto nível com o entretenimento - comenta Anderson.

Super Bowl invade as telas dos cinemas

Evento esportivo mais assistido na TV americana, o Super Bowl estará, pelo quarto ano consecutivo, nas telas dos cinemas brasileiros, em uma parceria entre a Cinelive e a ESPN. A narração e comentários especiais ficarão por conta de Rômulo Mendonça e Paulo Mancha, que vão interagir com o público, tirar dúvidas ao vivo e vibrar com as melhores jogadas da partida pelo Twitter. Na edição comemorativa nº 50, em 2016, a exibição quebrou o recorde de bilheteria do evento no cinema, levando mais de 10 mil pessoas às salas em pleno domingo de carnaval. A venda de ingressos acontece no site www.cinelive.com.br e nas bilheterias dos cinemas participantes.A entrada custa R$ 60,00 (inteira) e o benefício de meia-entrada será aplicado de acordo com a legislação.