Fabiana Murer conquista o ouro no Mundial de Daegu (Foto: Phil Noble/Reuters)

Fabiana Murer é a atual vice-campeã mundial no salto com vara (Foto: Phil Noble/Reuters)

LANCE!
27/11/2015
09:28
Rio de Janeiro (RJ)

Principal destaque do atletismo brasileiro, Fabiana Murer foi um dos seis novos nomes indicados pelo Conselho da Iaaf (Associação Internacional das Federações de Atletismo) para integrar a Comissão de Atletas da entidade, no período de 2016-2019. Isso significa que ela terá voz em um dos principais canais de comunicação entre os atletas e a federação. Surpresa, a saltadora viu a oportunidade como forma de lutar por melhorias aos competidores.

– Durante o Mundial de Pequim teve a eleição para a Comissão de Atletas, e eu me candidatei. O pessoal da IAAF comentou que ninguém do Brasil tinha se candidatado e achei que seria legal poder representar os atletas. Depois de tanto tempo no circuito, conheço muita gente e tenho contato com atletas do mundo inteiro. Tive muitos votos, mas acabei não sendo eleita. Mas como a IAAF precisava indicar mais seis atletas, o Conselho me indicou. Confesso que nem esperava, fiquei super contente por eles terem lembrado do meu nome.
É muito legal conseguir opinar dentro da federação. Ainda não sei bem o que vou fazer, mas é importante ter a chance de dar a opinião dentro da Iaaf, falar o que pode ser melhor para os atletas – disse Murer.

Recordista sul-americana com 4,85m, Fabiana é uma das estrelas mundiais do salto com vara. Foi campeã mundial em Daegu 2011 e campeã mundial indoor em Doha 2010. Também ganhou a medalha de prata no Mundial de Pequim, em agosto último, e a de bronze no Mundial Indoor de Valência 2008.

– O pessoal da IAAF me ligou, mas não atendi, então deixaram recado. E aí me mandaram e-mail também. Entre janeiro e fevereiro já vai ter uma primeira reunião para eleger o presidente da Comissão. Acredito que haverá pelo menos uma reunião por ano – contou Murer.

Os outros cinco nomes que passarão a fazer parte da comissão são estes: Paula Radcliffe (Grã-Bretanha), Alina Talay (Belarus), Ashton Eaton (Estados Unidos), Michael Frater (Jamaica) e Ezekiel Kemboi (Quênia).

A Comissão passa a ter 18 membros no total. Dos outros 12, seis têm mandatos até 2019: Valerie Adams (Nova Zelândia), Mutaz Essa Barshim (Catar), Yelena Isinbayeva (Rússia), Andreas Thorkildsen (Noruega), Christian Olsson (Suécia) e Koji Murofushi (Japão). Outros seis têm mandatos até 2017: Hussain Taher Al Sabee (Arábia Saudita), Tommi Evilä (Finlândia), Habiba Ghribi (Tunísia), Jennifer Joyce (Canadá), Rozle Prezelj (Eslovênia) e Matej Toth (Eslováquia).