Luiza Sá
03/10/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Uma das maiores rivalidades do Brasil está de volta ao basquete. Flamengo e Vasco vão voltar a se enfrentar no Campeonato Carioca após nove anos longe. A última partida aconteceu pela mesma competição, em 2007, e ninguém poderia imaginar o quanto demoraria até que as equipes ficassem frente a frente novamente. O jogo acontece nesta segunda-feira (3), às 20h (de Brasília), no Tijuca Tênis Clube. O mando de quadra é do Fla e será torcida única.

Personagens naquela época e agora, Marcelinho Machado, atual capitão do Fla, e Hélio, que na época vestia a camisa rubro-negra, mas hoje está no Cruz-Maltino, revelaram suas lembranças ao LANCE! e falaram sobre suas expectativas para o confronto tão aguardado da terceira rodada do Estadual.

- Lembro muito bem do Carioca de 2007. Foi uma conquista importante para nós. Naquele ano o time do Brasília jogou com a camisa do Vasco e o do Minas com a do Fluminense. Foi um campeonato bem disputado, ganhamos de 2 a 0 na final e acabamos campeões. Foi o primeiro título da minha volta à Gávea - disse Marcelinho.

- A lembrança que tenho é mesmo da tensão que era um Flamengo e Vasco. O que representava e ainda representa. É o que tenho mais forte na memória. Títulos são sempre importantes, marcam a carreira do atleta, independente da atuação individual. Foi muito bacana sentir a rivalidade, o clássico que é Flamengo e Vasco. São poucos jogadores que tem esse privilégio e eu estou tendo jogando pelos dois lados. Tenho certeza que o time vai fazer de tudo para ganhar esses jogos e buscar nossos objetivos - falou Hélio, que foi o cestinha daquela final.

Fotos da partida de basquete entre Flamengo e Vasco, pelo Campeonato Carioca, no dia 12 de dezembro de 2007
Fla e Vasco disputaram a final do Carioca de 2007 (Foto: Gilvan de Souza/Lancepress!)

Depois da final de 2007, o FlaBasquete conquistou oito títulos cariocas, cinco NBBs, uma Liga das Américas e uma Copa Intercontinental. Agora os vascaínos querem voltar a se destacar no cenário nacional e ter grandes conquistas.

- Nós conversamos sobre todos os jogos, o que pode ser melhorado, principalmente no início da temporada. Esse é um duelo diferente por ser um clássico, mas temos jogadores experientes, que já disputaram jogos assim na carreira - comentou o camisa 4 da Gávea.

- Enfrentar o Flamengo com a camisa do Vasco tem um peso muito maior e uma responsabilidade grande. É super motivador pelo histórico. Temos que estar preparados e tranquilos para fazer um bom jogo e buscar a vitória - refletiu o camisa 5 de São Januário.

Fotos do jogo de basquete entre Flamengo e Vasco, dia 25/09/2016
As equipes jogaram um amistoso em Fortaleza (Foto: Stephan Eilert / Solar Cearense / Divulgação)

As equipes fizeram o primeiro duelo da temporada em Fortaleza, no quadrangular amistoso Super Four. Na oportunidade, melhor para os vascaínos, que, na prorrogação, venceram por 84 a 80.

- A primeira partida em Fortaleza foi um nível técnico muito baixo, ficou claro que as duas equipes estão em início de temporada. A expectativa é a melhor possível, queremos conseguir a vitória, que agora vale o Estadual. Vamos entrar sempre para ganhar, independente do adversário. Jogamos assim contra o Macaé, Botafogo e jogaremos contra o Vasco - analisou Marcelinho.

- Podemos esperar um jogo muito duro. O Flamengo é uma excelente equipe, vem conquistando muitos títulos nos últimos anos. Deu para sentir um pouco do que vai ser o clássico, jogo pegado, catimbado. Tudo que esse confronto nos oferece - observou Hélio.

Vencedor da Liga Ouro na última temporada, o Vasco conquistou sua vaga na elite do basquete nacional e disputará o NBB 9. Para Hélio, a missão é difícil, mas os torcedores não podem descartar a ideia de título.

- Se tratando de Vasco a gente nunca pode entrar só para disputar. Mas isso não é uma matemática. O esporte as vezes não tem muita lógica, nem sempre o time que mais contrata é o que vai ganhar. Nossa perspectiva é muito boa, sabemos do nosso potencial. É importante ter elenco e o nosso tem toda qualidade para entrar e somar durante a partida. Isso pode pesar a nosso favor. Vamos buscar títulos, sabemos que não é uma missão fácil, mas é possível.