Felipe Lima conquistou sua terceira medalha em uma semana de disputas da Copa do Mundo (Foto: Satiro Sodré/SSPress)

Felipe Lima conquistou o bronze nos 50m peito  (Foto: Satiro Sodré/SSPress)

LANCE!
12/12/2016
13:53
São Paulo

O Mundial de piscina curta de Windsor (CAN) se encerrou na noite do último domingo com mais uma medalha para o Brasil. Nos 50m peito, Felipe Lima marcou 25s98 e ficou com a medalha de bronze. O su-africano Cameron Van Der Burgh ficou com o ouro e o esloveno Peter Stevens com a prata.

- Vim trabalhando para isso, vim me guiando para isso, chegar nesse Mundial e levar a medalha. Isso é magnifico, estou muito contente. Nos 100m não deu certo, não encaixou a semifinal. Aí não quis perder a chance nos 50m. Já estou pensando no ciclo olímpico - disse Felipe Lima em entrevista ao SporTV.

Felipe França também participou da final, mas terminou em quinto e encerrou sua participação sem medalhas. Em Doha, ele havia conquistado cinco medalhas douradas. O nadador, contudo, não pareceu abalado com o resultado.

- O tempo do sul-africano foi expressivo. Faltaram duas colocações para o pódio, não dá para avaliar ainda o que acertei e errei. Não me preparei 100% para essa competição, mas sei que estou entre os melhores. Isso faz alavancar para Tóquio - disse França.

Nos 100m borboleta, Daiene Dias terminou em oitavo, com o tempo de 57s56. 

- Claro que eu gostaria de ter feito o melhor tempo, mas não deu. Não posso reclamar, 2016 foi um ano de realizações para mim. Fui para uma Olimpíada, e encerro minha participação no ano. Agora é descansar e pensar em 2017- disse Daiene.

O Brasili encerra sua participação no Mundial de piscina curta com apenas três medalhas conquistadas: ouro com Etiene Medeiros nos 50m costas; prata no revesamento misto 4x100m medley e o bronze de Lima.