icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/08/2015
11:13

A brasileira Fabiana Murer adotou uma estratégia própria para conseguir a classificação à final do salto com vara no Campeonato Mundial de Atletismo de Pequim (CHN). Após conseguir o objetivo com apenas um salto, ela contou que se espelhou na prova dos homens para tomar a decisão de iniciar com o sarrafo a 4,55m, diferentemente de quase todas as oponentes, que começaram com 4,15m.

– Estava confiante, me sentindo bem e fiz um bom aquecimento. No masculino, vi que a pista era boa, então decidi começar com 4,55m. Estava preparada para saltar 4,60m, mas a organização decidiu colocar 14 atletas na final e um salto foi suficiente.

Apenas a brasileira e a americana Jennifer Suhr, atual campeã olímpica, entraram na prova com o sarrafo a 4,55 m de altura, mas Jennifer precisou de dois saltos para se classificar. 

– A única coisa certa é que será uma disputa difícil, com várias saltadoras em busca do pódio – disse a brasileira, ao projetar a decisão desta quarta-feira, no Estádio Ninho do Pássaro, às 8h (de Brasília).

Na final masculina, Augusto Dutra terminou na 9ª colocação, com a marca de 5,65m. O brasileiro não conseguiu superar o sarrafo a 5,80m. No salto triplo feminino, Keila Costa foi 12ª, com 13,90m. Júlio César de Oliveira foi o 15º na qualificação do lançamento do dardo, com 79,81m, e não passou à final.

A brasileira Fabiana Murer adotou uma estratégia própria para conseguir a classificação à final do salto com vara no Campeonato Mundial de Atletismo de Pequim (CHN). Após conseguir o objetivo com apenas um salto, ela contou que se espelhou na prova dos homens para tomar a decisão de iniciar com o sarrafo a 4,55m, diferentemente de quase todas as oponentes, que começaram com 4,15m.

– Estava confiante, me sentindo bem e fiz um bom aquecimento. No masculino, vi que a pista era boa, então decidi começar com 4,55m. Estava preparada para saltar 4,60m, mas a organização decidiu colocar 14 atletas na final e um salto foi suficiente.

Apenas a brasileira e a americana Jennifer Suhr, atual campeã olímpica, entraram na prova com o sarrafo a 4,55 m de altura, mas Jennifer precisou de dois saltos para se classificar. 

– A única coisa certa é que será uma disputa difícil, com várias saltadoras em busca do pódio – disse a brasileira, ao projetar a decisão desta quarta-feira, no Estádio Ninho do Pássaro, às 8h (de Brasília).

Na final masculina, Augusto Dutra terminou na 9ª colocação, com a marca de 5,65m. O brasileiro não conseguiu superar o sarrafo a 5,80m. No salto triplo feminino, Keila Costa foi 12ª, com 13,90m. Júlio César de Oliveira foi o 15º na qualificação do lançamento do dardo, com 79,81m, e não passou à final.