Semana de Vela em Ilhabela

(Foto: Fred Hoffmann/Fotop)

Fábio Suzuki 
07/07/2016
13:15
São Sebastião (SP) 

Faltando menos de um mês para o início dos Jogos Rio-2016, as atenções da vela no país estão todas voltadas para o litoral norte de São Paulo. É que até o próximo sábado, 9, ocorre a 43ª Semana de Vela de Ilhabela, maior competição da modalidade na América Latina reunindo 135 barcos de quatro países sul-americanos. Além do Brasil, participam do evento competidores do Chile, Uruguai e Argentina.

Entre os destaques estão dois brasileiros que representarão o país na Olimpíada do Rio. Campeão mundial de vela na classe Finn, em 2013, Jorge Zarif é uma das esperanças de medalhas do Brasil nos Jogos e irá competir em Ilhabela na classe Star ao lado de Arthur Lopes, a partir desta quinta-feira.

O outro atleta olímpico no evento é Samuel Albrecht, que no Rio competirá ao lado da velejadora Isabel Swan na classe Nacra. Em Ilhabela, o atleta será comandante do barco Crioula, que disputará as classes ORC e Soto40. Segundo ele, o apoio dessa equipe foi essencial para ele chegar aos Jogos Olímpicos.

- O meu maior patrocinador e incentivador para a Rio-2016 foi a Equipe Crioula de Vela, que foi quem me deu o primeiro barco Nacra e me proporcionou muitas coisas durante a campanha olímpica. Se eu colocar na ponta do lápis foi a que mais investiu em mim – comentou Albrecht, que tem os patrocínios da Nissan e Embratel/Claro (Lei de Incentivo), além do apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB) por meio de parceria com o Bradesco.

Outro competidor do evento que tem história em Olimpíada é o velejador Eduardo Penido, que foi o primeiro brasileiro a conquistar uma medalha olímpica na vela. Ao lado de Marcos Soares, ele foi medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Moscou, em 1980, na classe 470, e foi o pioneiro a subir em um pódio olímpico na segunda modalidade que mais trouxe medalhas para o Brasil em Olimpíadas, 17 no total.

A 43ª Semana de Vela de Ilhabela teve início no último sábado, dia 2, e ao longo desta semana semana serão realizadas mais de 100 regatas de 13 classes diferentes da modalidade. A grande variedade de disputas é um dos diferenciais do evento, que abre a possibilidade para atletas profissionais e amadores competirem juntos na mesma regata.