David Okeyo

David Okeyo, vice-presidente da Federação Queniana de Atletismo, é um dos suspeitos (Foto: Divulgação)

LANCE!
30/11/2015
16:55
Rio de Janeiro (RJ)

A Federação Internacional de Associações de Atletismo (IAAF, em inglês) anunciou nesta segunda-feira a suspensão de três dirigentes do Quênia por suspeitas de corrupção.

Isaiah Kiplagar, presidente da Federação Queniana de Atletismo, David Okeyo, vice-presidente da entidade, e Joseph Kinyua, ex-tesoureiro da associação, são investigados por envolvimento em um escândalo de desvio de fundos da Nike, fornecedora de material esportivo da entidade.

O esquema funcionaria com a participação dos cartolas, que encobririam casos de doping na modalidade. Kiplagar ainda teria recebido da federação dois veículos motorizados entre 2014 e 2015. A suspensão tem valor imediato e validade de 180 dias. A Nike nega participação no caso.

"O presidente (do comitê de ética) determinou a suspensão provisória para avaliação cuidadosa de queixas, provas e informações", informou a Iaaf em comunicado.

Desde 2012, 43 atletas quenianos foram banidos por testarem positivo em exames antidoping.