Uniformes CPB

Uniformes foram apresentados nesta quinta-feira (Foto: Divulgação/Twitter Oficial da CPB)

RADAR/LANCE!
23/06/2016
19:56
Rio de Janeiro (RJ)

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) apresentou nesta quinta-feira, os uniformes que serão utilizados por sua delegação nas cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Paralímpicos Rio-2016. As peças foram mostradas pela primeira vez em evento realizado no Shopping Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro. Os modelos foram os atletas paralímpicos Andre Brasil (natação), Silvânia Costa (atletismo) e Jovane Guissone (esgrima em cadeira de rodas), ao lado do embaixador paralímpico Flavio Canto.

Os uniformes foram desenvolvidos pela grife carioca Reserva, escolhida após processo de seleção coordenado por Paulo Borges, presidente da Luminosidade, empresa responsável pelo principal evento de moda do país, o SPFW. A proposta apresentada pela Reserva foi inspirada na Floresta da Tijuca, considerada a maior floresta urbana do mundo e localizada no próprio palco dos Jogos Paralímpicos.

- Os Jogos Paralímpicos representam uma grande mudança de percepção da sociedade em relação às pessoas com deficiência. E já vamos causar impacto logo na Cerimônia de Abertura, dia 7 de setembro, no Maracanã, com muito estilo e vestidos com um uniforme que tem a cara do Rio e do Brasil. Será nossa primeira medalha - disse Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro.

Para atender ao desafio, os estilistas da Reserva criaram duas estampas com desenhos da flora e de aves da região, com cores vivas, que transmitem diversidade e alegria - valores que estão associados diretamente ao Comitê Paralímpico Brasileiro.

- Para uma marca consciente por propósito e inclusiva em seus valores e práticas, vestir a delegação paralímpica brasileira para os Jogos em nossa cidade-natal é muito mais do que um sonho realizado. Trata-se de algo que as futuras gerações daqueles que fazem a Reserva se lembrarão com gigantesco orgulho. Algo que, só de descrever sobre, já me emociona. Desenhamos com o coração. Desenhamos uma coleção para ser coadjuvante dos inspiradores protagonistas que vestiremos - afirmou Rony Meisler, cofundador e CEO do Grupo Reserva.

- Inserir a moda brasileira em grandes plataformas de visibilidade global, como acontecerá nas cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Paralímpicos, tem sido a estratégia do movimento Amo Moda Amo o Brasil desde as primeiras ações apoiadas pelo São Paulo Fashion Week, e que começaram em 2014. Trazer a moda nacional para este momento de protagonismo do Brasil nos Jogos Paralímpicos é mais uma conquista neste sentido - disse Paulo Borges.

Dez vezes medalhista em Jogos Paralímpicos, Andre Brasil foi um dos destaques do dia. Nome certo na delegação e rumo à sua terceira Paralimpíada, ele mostrou-se satisfeito em poder divulgar a roupa a ser utilizada pela equipe nas cerimônias. Segundo ele, o clima dos Jogos está cada vez mais no ar.

- Vestir este uniforme pela primeira vez aflora ainda mais o sentimento de que a Paralimpíada está próxima e nos faz ter certeza de que já estamos vivenciando os Jogos. Aumenta também a ansiedade de todos para saber como serão os Jogos, esta festa bacana para o nosso país. Já dá para respirar este momento que será tão marcante na vida de nós, brasileiros - disse o nadador, de 32 anos.

Os Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro têm abertura marcada para o dia 7 de setembro. As competições ocorrerão até 18 de setembro, na Cidade Maravilhosa. O Brasil busca atingir a meta de estar entre os cinco primeiros colocados no quadro geral de medalhas.