Claudio Clarindo (Foto: Reprodução/Facebook)

Claudio Clarindo, de 38 anos, foi morto durante um treinamento na Rio-Santos (Foto: Reprodução/Facebook)

LANCE!
26/01/2016
18:55
São Paulo (SP)

Um comentário em uma rede social levantou dúvidas sobre o acidente que vitimou o ultraciclista Claudio Clarindo, na segunda-feira. De acordo com a Polícia Rodoviária, o motorista que atingiu o paulista teria dormido ao volante, às 7h30, cruzou a pista da Rodovia Rio-Santos e atingiu o atleta e um companheiro de treinos no acostamento. Mas, uma pessoa que se diz testemunha ocular do ocorrido afirma o contrário.

No Facebook, uma mulher afirmou que estava atrás do carro que atingiu e vitimou Clarindo, e que o motorista já havia realizado diversas ultrapassagens perigosas durante o percurso na via.

"(...) Vimos ele tentar passar cinco carros em lugar proibido, como não deu, ele jogou o carro para o acostamento do outro lado. Ele não tentou voltar para a pista dele, e nem dava, foi aí que atropelou os ciclistas e o carro caiu para fora do acostamento", disse a mulher, que completou:

"Se ele dormiu eu não sei, mas ele estava fazendo ultrapassagens e fez várias todas (sic) em lugares proibidos, como essa que tirou a vida do atleta".

Claudio Clarindo, de 38 anos, foi enterrado às 14h desta terça-feira no Memorial de Santos (SP).