LANCE!
04/06/2016
16:10
São Paulo (SP)

No esporte, uma final de campeonato de verdade tem de tudo. Casa cheia, lances bonitos, emoção, nervos à flor da pele, jogadas ríspidas. E quando o limite é ultrapassado, aparece a confusão.

O jogo 4 da decisão do NBB neste sábado, entre Bauru e Flamengo na cidade de Marília (SP), teve tudo isso e mais um pouco. Em uma partida amplamente dominada pelo Bauru no Ginásio Neusa Galetti, a equipe venceu por 94 a 81 e igualou em 2 a 2 a série melhor de cinco jogos. Assim, o campeão nacional masculino de basquete da temporada só será conhecido no próximo sábado, no jogo 5, no Rio de Janeiro. 

Dentro de quadra, só deu Bauru. Empurrado pela torcida, o time do técnico Demétrius Ferraciú atropelou o Flamengo. A vitória foi praticamente decidida no primeiro quarto, em uma vitória de 28 a 13 nesta parcial. Quem começou com a mão quente foi o ala-pivô Jefferson, do Bauru, que acertou todos os seus arremessos e fez oito pontos. 

Daí em diante, a diferença que era de 15 pontos só aumentou. No segundo quarto, passou para 21. No terceiro, cresceu para 24. Na última parcial, com a vitória já no bolso, o Bauru só administrou o placar para não perder o triunfo praticamente certo. 

No terceiro quarto da partida, a "lavada" do Bauru acabou ficando em segundo plano por alguns instantes, depois de uma confusão generalizada. Tudo começou com a expulsão de quadra do fisioterapeuta Ricardo, do Flamengo - que é irmão do ala-armador Marcelinho Machado. Quando deixava a quadra (aplaudindo de forma irônica sua expulsão), um torcedor do Bauru deu um leve empurrão no ombro do integrante da comissão técnica do Rubro-Negro. Foi o estopim para que os problemas aparecessem.

Incomodado com o empurrão, Ricardo foi reclamar. Mas não deu nem tempo dele reagir. Seguranças do ginásio apareceram para conter os ânimos, que na verdade só se inflamaram mais. Outros jogadores do Flamengo entraram no empurra-empurra com seguranças e torcedores. No fim, o fã do Bauru que causou toda a cena foi retirado de quadra.  Depois que os ânimos se acalmaram, o jogo voltou ao seu script normal, com a equipe paulista sempre à frente. 

Na vitória do Bauru, um trio foi decisivo. O ala americano Robert Day foi o cestinha do jogo, com 24 pontos. O ala-pivô Jefferson terminou com um duplo-duplo (22 pontos e 12 rebotes), desempenho repetido pelo ala Alex Garcia, com 14 pontos e dez assistências.

No Flamengo, o jogo coletivo prevaleceu, com cinco jogadores marcando pontos na casa dos dois dígitos: Marquinhos (16), Olivinha (14), Marcelinho Machado (13), Ronald Ramon (11) e JP Batista (10). Apesar do time ter desperdiçado a chance de ser campeão, não foi daqueles jogos em que pode ser dito que o Rubro-Negro perdeu. E sim o Bauru que ganhou.