Coaracy Nunes - presidente da CBDA

CBDA e Correios terão mais dois anos de parceria (Foto: Divulgação)

LANCE!
03/02/2017
18:16
São Paulo (SP)

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) renovou o contrato com os Correios na última terça-feira e receberá R$ 11,4 milhões pelos próximos dois anos. Entre 2014 e 2016, a CBDA obteve R$ 48,7 milhões (R$ 16,2 milhões por ano), uma realidade muito melhor do que os R$ 5,7 milhões por ano que terá desta vez. 

O superintendente executivo da CBDA, Ricardo de Moura, vê como natural a redução dos valores de uma parceria que completa 26 anos.

- Estamos felizes por seguir contando com recursos que foram e continuam sendo vitais para as modalidades aquáticas no Brasil. O país passa por um momento de dificuldades e estamos inseridos nisto. A CBDA já reuniu as cinco modalidades (natação, maratonas aquáticas, polo aquático, nado sincronizado e saltos ornamentais) para adequar calendários e ações. Os projetos sociais conduzidos pela Confederação também continuarão. O enxugamento em todos os setores é natural e necessário neste cenário, mas estamos nos preparando há algum tempo para este momento e seguiremos adiante – disse.

Em 2016, os Correios cogitaram suspender o contrato após a denúncia do Ministério Público, que investiga uma possível supervalorização de uma licitação de materiais esportivos destinados aos atletas que participariam da Rio-2016. O presidente Coaracy Nunes chegou a ser afastado no ano passado.