NFL - Carolina Panthers x Atlanta Falcons - Cam Newton (Foto: Kevin C. Cox/ AFP)

Cam Newton comanda o Carolina Panthers na vitória sobre o Arizona Cardinals. Triunfo valeu o título da NFC e a vaga no Super Bowl 50 contra o Denver Broncos (Foto: Kevin C. Cox/ AFP)

RADAR/LANCE!
25/01/2016
01:08
Charlotte (EUA)

Com atuação excepcional do melhor jogador da temporada, o quarteback Cam Newton, o Carolina Panthers, jogando em casa na cidade de Charlotte, arrasou o Arizona Cardinals na final da NFC na noite deste domingo : 49 a 15. Também ajudou para o massacre a partida infeliz do quarterback do time visitante. Carson Palmer fez a sua pior apresentação na temporada. O resultado, além do título da Conferência levou o Panthers (que perdeu apenas um de seus 17 jogos ) para a final do Super Bowl 50 - dia 7/2, em San Francisco - contra o Denver Broncos de Peyton Manning.

Cam Newton foi primoroso: 19 passes certos em 28; 335 jardas; 3 touchdowns e uma interceptação. Newton ainda correu dez vezes para 47 jardas e fez dois touchdowns. Outros destaques foram o tight end Gregg Olsen e o recebedor Corey Brown, ambos correram para 113 jardas, com Brown fazendo um TD de 86 jardas. Ted Ginn fez um touchdown de corrida que foi cinematográfico e ainda recebeu para outras 52 jardas.

No Arizona Cardinals, Palmer acertou 23 passes em 40 tentados. Conseguiu um touchdown, mas teve 4 interceptações.

Primeiro quarto arrasador do Panthers

O Arizona Cardinals teve um primeiro quarto de terror. Devolveu a bola três vezes ao inimigo. E nas três vezes o Carolina Panthers não perdeu a viagem. Abriu 3 a 0 num field goal de 45 jardas de Gano. Em seguida, o time da casa ampliou para 10 a 0 quando Cam Newton deu passe curto para Ted Ginn e o recebedor fez um dos touchdowns mais bonitos do ano cortando duas vezes o campo pelas laterais, caindo da direita para a esquerda e cortando vários tackles enquanto voltava para entrar no gol pela ponta direita.
No terceiro ataque, Cam, na sua linha de 14 jardas da defesa, deu passe em profundidade que Corey Brown encaixou no meio de campo e avançou para completar 86 jardar e deixar o jogo em 17 a 0. Mais um lance espetacular.

O Arizona só entrou no jogo no segundo quarto e graças a uma ótima jogada que teve o running back novato David Johnson como protagonista. Ele avançou 34 jardas em quatro jogadas, a última sendo de uma jarda para o touchdown.

Mas tudo errado quando Pat Peterson tentou fazer um retorno de punt e errou no domínio, devolvendo a posse de bola para o Carolina. Em seguida, o time  teve três chances de touchdown com a bola em 1 jarda após uma jogada na qual o running back Jonathan Stewart se passou por recebedor e avançou 23 jardas. Na terceira tentativa, o quarterback Cam Newton voou sobre a marcação e conseguiu fazer a bola passar da linha: 24 a 7.

No minuto final do primeiro tempo, três turnovers (perdas de bola) em sequência movimentaram o jogo. Carson Palmer sofreu um fumble forçado e a bola voltou para o Carolina bem próximo da linha do gol. Cam Newton tentou um passe para TD e a bola foi interceptada pelo mesmo Peterson que errara minutos antes. O defensor correu 50 jardas e deixou o seu time perto do gol. Porém, Palmer, tentando encontrar um recebedor na end zone, foi interceptado.

O Carolina voltou muito bem no segundo tempo, com a proposta de gastar o tempo ao máximo. E com esta estratégia,  por muito pouco não fez novo TD logo no primeiro ataque. Após um avanço que durou sete minutos, em que o time ganhou 80 jardas, o Panthers pontuou com um field goal.

Mas o golpe fatal veio no ataque seguinte. Depois de o Arizona devolver a bola em punt, Cam Newton fez ótimo passe para Ginn correr 39 jardas. Em seguida, duas corridas de Cam Newton. Na primeira, ganhou dez jardas. Na segunda, o quarterback, que é o melhor jogador da temporada, correu 23 jardas para fazer o  seu segundo TD na partida.

Erros e mais erros do Arizona no último quarto

Fells conseguiu uma recepção para TD para o Arizona logo nos primeiros segundos do último quarto (com conversão de dois pontos), mas a desvantagem no placar era muito grande. E Carson Palmer desandou a errar.  Quando teve a bola para o TD, foi interceptado. O Carolina começou na sua defesa e terminou com um touchdown de Funchess com direito a conversão de dois pontos. Um minuto depois, Palmer foi novamente interceptado, pelo lineback Luke Kuechly, o rei dos tackles no Carolina, que correu para a end zone, fazendo 49 a 15. Palmer fecharia sua noite horrorosa sofrendo mais uma interceptação.