icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/08/2015
09:20

O brasileiro Caio Bonfim igualou na noite deste sábado (horário de Brasília) o melhor resultado de um atleta do país na história dos Campeonatos Mundiais de atletismo na prova da marcha atlética.

Na competição de 20 quilômetros em Pequim (CHN), o brasiliense de 24 anos terminou na sexta colocação, mesma posição obtida pelo catarinense Sergio Galdino no Mundial de Stuttgart (ALE), em 1993.

Bonfim cruzou a linha de chegada no estádio Ninho de Pássaro com o tempo de 1h20m44, seu melhor tempo em 2015. Ele terminou colado no quinto colocado, o chinês Zelin Cai, que foi apenas dois segundos mais rápido (1h20m42).

- Durante a prova procurei manter um ritmo regular, de forma que pudesse chegar ao final disputando os primeiros lugares. Não cometi nenhuma falta em toda a prova e decidi não arriscar uma boa performance e um bom sexto lugar por apenas uma posição - falou o brasileiro.

A medalha de ouro ficou com o espanhol Miguel Ángel López, que fez a marca de 1h19m14. A prata foi conquistada pelo chinês Zhen Wang (1h19m29), e o bronze ficou com o canadense Benjamin Thorne (1h19m57). 

Brasileira avança nas eliminatórias dos 100m rasos

Na madrugada deste domingo, outro bom resultado do Brasil em Pequim foi a classificação de Rosângela Santos para as semifinais dos 100m rasos, A velocista venceu a sétima série das eliminatórias, com o tempo de 11s14. 

As semifinais estão marcadas para a manhã desta segunda-feira, a partir das 8h40 (de Brasília). Para chegar à final, Rosângela sabe que precisará correr bem mais rápido.

- Fiz o que devia fazer para garantir a classificação, aí veio até o primeiro lugar da série. Para chegar à final acredito que será preciso correr abaixo de 11 segundos, se fizer isso será meu recorde pessoal  - disse.

O brasileiro Caio Bonfim igualou na noite deste sábado (horário de Brasília) o melhor resultado de um atleta do país na história dos Campeonatos Mundiais de atletismo na prova da marcha atlética.

Na competição de 20 quilômetros em Pequim (CHN), o brasiliense de 24 anos terminou na sexta colocação, mesma posição obtida pelo catarinense Sergio Galdino no Mundial de Stuttgart (ALE), em 1993.

Bonfim cruzou a linha de chegada no estádio Ninho de Pássaro com o tempo de 1h20m44, seu melhor tempo em 2015. Ele terminou colado no quinto colocado, o chinês Zelin Cai, que foi apenas dois segundos mais rápido (1h20m42).

- Durante a prova procurei manter um ritmo regular, de forma que pudesse chegar ao final disputando os primeiros lugares. Não cometi nenhuma falta em toda a prova e decidi não arriscar uma boa performance e um bom sexto lugar por apenas uma posição - falou o brasileiro.

A medalha de ouro ficou com o espanhol Miguel Ángel López, que fez a marca de 1h19m14. A prata foi conquistada pelo chinês Zhen Wang (1h19m29), e o bronze ficou com o canadense Benjamin Thorne (1h19m57). 

Brasileira avança nas eliminatórias dos 100m rasos

Na madrugada deste domingo, outro bom resultado do Brasil em Pequim foi a classificação de Rosângela Santos para as semifinais dos 100m rasos, A velocista venceu a sétima série das eliminatórias, com o tempo de 11s14. 

As semifinais estão marcadas para a manhã desta segunda-feira, a partir das 8h40 (de Brasília). Para chegar à final, Rosângela sabe que precisará correr bem mais rápido.

- Fiz o que devia fazer para garantir a classificação, aí veio até o primeiro lugar da série. Para chegar à final acredito que será preciso correr abaixo de 11 segundos, se fizer isso será meu recorde pessoal  - disse.