Ana Paula dura o bloqueio sérvio (Foto: Wander Roberto/Photo&Grafia )

Brasil bate Sérvia em Brasília (Foto:Wander Roberto/Photo&Grafia )

RADAR/LANCE!
29/11/2015
17:21
Brasília (DF)

A Seleção Feminina de Handebol fez, neste domingo, um jogo-treino com a Seleção da Sérvia e sentiu o gostinho de vencer novamente as adversárias da final do Mundial de 2013, quando trouxe para o país o título inédito de campeã. A partida foi disputada no Centro de Capacitação Física do Corpo de Bombeiros, em Brasília (DF) e terminou 24 a 23 para o Brasil. Este foi o último compromisso das duas equipes que daqui seguem direto para a Dinamarca, onde disputam, a partir do dia 5, o Campeonato Mundial.

Esta semana, as duas equipes, assim como Argentina e Eslovênia, vieram à capital federal para a disputa do Torneio Quatro Nações, que tinha início na sexta-feira, porém, por conta de goteiras e inversão térmica causada no ginásio Nilson Nelson após a forte chuva que atingiu Brasília esta semana, a quadra ficou sem condições de jogo. Com o cancelamento do torneio, as quatro seleções decidiram seguir a programação no outro local, porém, apenas com jogos-treino, sendo assim, o Brasil enfrentou a Sérvia e a Argentina jogou contra a Eslovênia.

Não é à toa que a decisão do título mundial de 2013 foi emocionante do começo ao fim. No reencontro, Brasil e Sérvia levaram a partida de igual para igual o tempo todo. O técnico Morten Soubak aproveitou o jogo amistoso para testar às ações que havia treinado esta semana e colocar em quadra todas as atletas, que fizeram bonito e corresponderam às expectativas. A seleção embarca esta noite para a Dinamarca.

- Eu gostei do que vi hoje. Estou bem contente. Acho que ficou óbvio que temos que dar um reforço em alguns fundamentos, mas gostei que conseguimos rodar bastante. Todo mundo jogou. Tivemos alguns momentos em que nosso ritmo diminuiu, mas soubemos controlar e retornar para o jogo - destacou o treinador, dizendo que as atletas assimilaram bem tudo que foi trabalhado durante a semana.

- Fizemos uma partida de 20 minutos ontem contra a Eslovênia e conseguimos apontar algumas coisas. Elas entenderam rápido e já colocaram em prática hoje. Nosso ponto forte é a defesa e acho que conseguimos manter aí o nosso foco. A Mayssa e a Babi também foram excelentes hoje, então, obviamente, isso também ajuda – acrescentou o técnico.

A partida entre Argentina e Eslovênia foi disputada antes do jogo do Brasil e foi tão equilibrada quanto. As duas equipes levaram o placar igualado todo o tempo e, mesmo depois das eslovenas conseguirem abrir um pouquinho, as argentinas foram buscar e terminaram o confronto com tudo igual: 22 a 22. O primeiro tempo foi 11 a 9 para as europeias.

No Mundial, Brasil e Argentina fazem parte do grupo C, que conta também com Coreia do Sul, Alemanha, França e República Democrática do Congo. As brasileiras estreiam no dia 5 contra a Coreia do Sul.