Falcão na goleada do Brasil por 5 a 0 sob a Colômbia (Foto: Divulgação/Lancepress!)

Falcão na goleada do Brasil por 5 a 0 sob a Colômbia (Foto: Divulgação/Lancepress!)

RADAR/LANCEPRESS!
07/11/2015
19:21
Uberaba (MG)

A seleção brasileira de futsal entrou em quadra neste sábado, pelas semifinais do Grand Prix de Futsal. A partida entre Brasil e Colômbia foi disputada em Uberaba (MG) e, com a vitória canarinha por 5 a 0 , o time de Falcão e companhia avança à final da competição, contra o Irã.

Logo no primeiro tempo de jogo,o Brasil marcou três gols. O primeiro deles, saiu aos 15 minutos, com Dimas finalizando. Diego anotou o segundo, após receber passe em profundidade de Bruno Souza. Ainda no primeiro tempo, Falcão deixou sua marca e deu números finais à primeira etapa.

Na volta do intervalo, teve mais gols. Betão marcou o quarto e o quinto foi de Dimas, aniversariante do dia, que liquidou a classificação brasileira.

Sobre a partida deste sábado, Falcão, que ainda se recupera de lesão sofrida na última quarta-feira, revelou que a previsão era para não atuar.

- Hoje a previsão era não atuar, mas eu pedi para jogar um pouquinho, porque se eu não jogo hoje psicologicamente seria mais difícil para atuar amanhã. Fiquei feliz em ter conseguido jogar e ter feito o gol logo no meu segundo toque na bola, só que ainda estou longe do ideal, porque os movimentos estão forçados e sem muita precisão. A tendência é que eu jogue suportando essas dores amanhã - disse o camisa 12

Para a final deste domingo, Falcão ressaltou a importância de jogadores experientes, como ele, e afirmou que quer estar em quadra.

- A seleção brasileira não é refém de jogador, a gente sabe que cada um tem os seus problemas, mas qualquer um que o Serginho convocar, a gente sabe que sempre vai dar conta do recado . Amanhã é uma final e cabe a nós, mais experientes, dar essa tranquilidade. Se eu tiver bem, amanhã quero jogar um pouquinho mais - completa Falcão.