Indiozinho Condá, mascote da Chapecoense, visitou o hotel da Seleção Brasileira

Indiozinho Condá visitou os jogadores da Seleção Brasileira 

LANCE!
12/12/2016
15:00
São Paulo

O Brasil começa na tarde desta terça-feira, sua caminhada rumo ao 11º título da Copa América, que será realizada até o próximo domingo, na arena montada na praia do Gonzaga, em Santos, no litoral paulista. A entrada é franca. 

Invicta após dez edições e 24 partidas (campeão em 2014, 2013, 2012, 2003, 1999, 1998, 1997, 1996, 1995 e 1994), a Seleção Brasileira estreia contra a Bolívia a partir das 17h30min (horário de Brasília) e é cabeça da chave A, que tem ainda Argentina, Chile e Uruguai. No Grupo B estão Paraguai, Peru, Venezuela, Equador e Colômbia. Esta é a sexta vez que o Brasil visita a cidade, com retrospecto de 13 triunfos em igual número de jogos e cinco títulos, sendo o último deles em outubro passado, do Mundialito Brasil.

Durante a competição, a Confederação de Beach Soccer do Brasil (CBSB) vai render homenagens às vítimas do desastre envolvendo o avião que levava a delegação da Chapecoense, tripulantes e jornalistas, ocorrido na madrugada do último dia 29, na Colômbia. O uniforme oficial da Seleção Brasileira terá o escudo da Chapecoense estampado no peito, além da frase ‘Força Chape’ às costas. Além disso, será respeitado um minuto de silêncio antes da estreia e, durante toda a competição, uma placa estará fixa na lateral da quadra lembrando os companheiros da equipe catarinense com a frase ‘nossos corações estão com vocês’. A CBSB prepara também um agradecimento especial ao povo colombiano pela solidariedade e apoio aos brasileiros, que será entregue à delegação daquele país.

- Todos choramos pelas vítimas, o mundo demonstrou seus sentimentos e respeito por todos que estavam naquele avião. Infelizmente, 71 pessoas nos deixaram, uma tragédia que fez o mundo refletir. Foram dias de tristeza e também de lembranças, e a Seleção Brasileira de beach soccer também vai prestar sua homenagem, com carinho, respeito e saudade - afirmou Rodrigo Royo, presidente da CBSB.

Bruno Xavier, capitão do Brasil, exaltou o nível da competição e destacou a importância do campeonato na reta final de preparação para as Eliminatórias Conmebol (Paraguai), que vale vaga para a Copa do Mundo FIFA Bahamas 2017. Nesta segunda-feira, o menino Carlinhos, mascote da Chapecoense (Indiozinho Condá), fez uma visita ao hotel da Seleção Brasileira, em Santos.

- Será uma competição de nível altíssimo, com todas as dez seleções que estarão nas Eliminatórias, uma boa oportunidade para conhecer nossos adversários. Estamos muito concentrados, vamos jogar forte para lutar pelo título. Vencer a Copa América vai dar ainda mais moral e confiança antes do Qualifier. Nosso objetivo é uma vaga para o Mundial, o foco está em fazer um campeonato aqui em Santos e classificar para Bahamas. Estamos todos orgulhosos de levar no peito, na camisa do nosso país, a logo da Chapecoense. É a lembrança de tantas pessoas queridas, nossa homenagem às vítimas desse desastre. Foi muito bom encontrar o Carlinhos, uma criança feliz, cheia de alegria, que é o que desejamos ao clube a partir de agora, que se recupere e possam ser felizes - comentou ele,

Esta será apenas a segunda vez que o Brasil enfrenta a Bolívia na história do esporte. A primeira foi no ano passado, na Copa Sul-Americana, em Recife (PE), quando os brasileiros venceram por 11 a 3. O Brasil está invicto após 17 jogos na atual temporada, tendo conquistado quatro títulos (Sul-Americano, Mundialito de Cascais,  Mundialito Brasil  e Copa Intercontinental), vencendo, esse ano, fortes oponentes como Portugal, Taiti, Polônia, Itália, Irã e Rússia.