icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
19/08/2015
17:49

Começaram hoje as disputas do Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade e Paracanoagem 2015, em Milão, na Itália, e o Brasil foi logo conquistando dois ouros e um bronze no maior campeonato da história com a presença de mais de 1.700 atletas de 101 países.

O Brasil abriu logo o leque de conquistas com Luis Carlos Cardoso ao garantir o ouro na final do VL1 Masculino com o tempo de 57.912 tornando-se bicampeão mundial da categoria. A prata ficou com polonês Jakub Tokark com 58.639 e o bronze com o húngaro Robert Suba com 1:02.919.

Luis Carlos, um dos principais canoístas do país, comentou a evolução da Paracanoagem Brasileira.

- Quando a gente se encontra com alguma deficiência física a primeira coisa que a pensamos é que a vida acabou, mas é o contrário, a vida recomeça com uma outra história, e a Paracanoagem está aí para quem quiser praticar - destacou.

O segundo ouro já veio logo na segunda final do dia com Caio Ribeiro conquistando o primeiro lugar do VL3 Masculino com o tempo de 50.656, em prova que prata ficou com o britânico Jonathan Young com 51.058 e o bronze com o húngaro Daniel Geri com 52.311.

Para finalizar o dia de ótimos resultados brasileiros, a estreante Aline Souza Lopes garantiu o bronze no VL3 Feminino com o tempo de 1:05.432, em prova que o ouro ficou com a norte-americana Anja Pierce (1:02.536) e a prata com a britânica Frances Bateman (1:03.208).

Para Aline Lopes a força da Paracanoagem vem do estilo do brasileiro competindo.

- Essa força (da Paracanoagem) vem do brasileiro mesmo, essa vontade de vencer, essa vontade de ir em frente, sempre lutando pelo melhor e representando nosso país - ressaltou.

Mais expectativa de medalhas na Paracanoagem

Além das finais disputadas hoje, os canoístas brasileiros também garantiram vagas para mais quatro Finais A do campeonato. Luciano Meirelles foi o primeiro brasileiro a se garantir na final do VL2 200m Masculino ao chegar na terceira colocação da eliminatória 1. O tetracampeão mundial Fernando Fernandes fez bonito no KL1 200m Masculino ao chegar em primeiro na eliminatória 2, mesma posição de Luis Carlos Cardoso na eliminatória 3 da categoria. Fernando “Cowboy” Rufino foi outro brasileiro a garantir vaga diretamente para a final ao chegar em primeiro lugar na eliminatória 2 do KL2 200m Masculino. As Finais A da Paracanoagem acontecem no período da tarde desta quinta-feira e sexta-feira.

O Mundial de Milão é o primeiro evento classificatório para os Jogos Paralímpicos Rio 2016 – o segundo será o Mundial de 2016 em maio na Alemanha. Em Milão, os seis primeiros colocados nas provas KL1, KL2 e KL3, no masculino e feminino, garantem vaga para seu país para o Rio 2016.

Finais B

Além das vagas nas finais A, o Brasil também garantiu presença nas finais B da competição. Alex Pessoa chegou na quinta colocação da semifinal do KL2 Masculino e garantiu seu lugar na Final B da categoria, marcada para esta quinta-feira às 14h. No KL3 Masculino os canoístas Caio Ribeiro e Vander Pereira de Lima se classificaram para a Final B na terceira e quarta posições da semifinal, respectivamente. A Final B está marcada para sexta-feira às 14h45.

Semifinais

Além dos brasileiros que garantiram vagas nas finais do Mundial de Paracanoagem nesta quarta-feira, outros atletas também mostraram força em águas italianas. A canoísta Debora Bevenides conseguiu chegar até à semifinal do KL2 200m Feminino, mas a sétima colocação na prova não foi suficiente para entrar na finalíssima da categoria.

No KL3 Feminino as brasileiras estreantes em Mundiais, Mari Santilli e Aline Lopes, chegaram à semifinal competindo contra as melhores atletas do mundo, contudo a quarta e sétima posições, respectivamente, não foram suficientes para passarem para a final da categoria. Andrea Pontes e Silva, com a sétima colocação na semifinal do KL1 Feminino também não passou para a final.

Começaram hoje as disputas do Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade e Paracanoagem 2015, em Milão, na Itália, e o Brasil foi logo conquistando dois ouros e um bronze no maior campeonato da história com a presença de mais de 1.700 atletas de 101 países.

O Brasil abriu logo o leque de conquistas com Luis Carlos Cardoso ao garantir o ouro na final do VL1 Masculino com o tempo de 57.912 tornando-se bicampeão mundial da categoria. A prata ficou com polonês Jakub Tokark com 58.639 e o bronze com o húngaro Robert Suba com 1:02.919.

Luis Carlos, um dos principais canoístas do país, comentou a evolução da Paracanoagem Brasileira.

- Quando a gente se encontra com alguma deficiência física a primeira coisa que a pensamos é que a vida acabou, mas é o contrário, a vida recomeça com uma outra história, e a Paracanoagem está aí para quem quiser praticar - destacou.

O segundo ouro já veio logo na segunda final do dia com Caio Ribeiro conquistando o primeiro lugar do VL3 Masculino com o tempo de 50.656, em prova que prata ficou com o britânico Jonathan Young com 51.058 e o bronze com o húngaro Daniel Geri com 52.311.

Para finalizar o dia de ótimos resultados brasileiros, a estreante Aline Souza Lopes garantiu o bronze no VL3 Feminino com o tempo de 1:05.432, em prova que o ouro ficou com a norte-americana Anja Pierce (1:02.536) e a prata com a britânica Frances Bateman (1:03.208).

Para Aline Lopes a força da Paracanoagem vem do estilo do brasileiro competindo.

- Essa força (da Paracanoagem) vem do brasileiro mesmo, essa vontade de vencer, essa vontade de ir em frente, sempre lutando pelo melhor e representando nosso país - ressaltou.

Mais expectativa de medalhas na Paracanoagem

Além das finais disputadas hoje, os canoístas brasileiros também garantiram vagas para mais quatro Finais A do campeonato. Luciano Meirelles foi o primeiro brasileiro a se garantir na final do VL2 200m Masculino ao chegar na terceira colocação da eliminatória 1. O tetracampeão mundial Fernando Fernandes fez bonito no KL1 200m Masculino ao chegar em primeiro na eliminatória 2, mesma posição de Luis Carlos Cardoso na eliminatória 3 da categoria. Fernando “Cowboy” Rufino foi outro brasileiro a garantir vaga diretamente para a final ao chegar em primeiro lugar na eliminatória 2 do KL2 200m Masculino. As Finais A da Paracanoagem acontecem no período da tarde desta quinta-feira e sexta-feira.

O Mundial de Milão é o primeiro evento classificatório para os Jogos Paralímpicos Rio 2016 – o segundo será o Mundial de 2016 em maio na Alemanha. Em Milão, os seis primeiros colocados nas provas KL1, KL2 e KL3, no masculino e feminino, garantem vaga para seu país para o Rio 2016.

Finais B

Além das vagas nas finais A, o Brasil também garantiu presença nas finais B da competição. Alex Pessoa chegou na quinta colocação da semifinal do KL2 Masculino e garantiu seu lugar na Final B da categoria, marcada para esta quinta-feira às 14h. No KL3 Masculino os canoístas Caio Ribeiro e Vander Pereira de Lima se classificaram para a Final B na terceira e quarta posições da semifinal, respectivamente. A Final B está marcada para sexta-feira às 14h45.

Semifinais

Além dos brasileiros que garantiram vagas nas finais do Mundial de Paracanoagem nesta quarta-feira, outros atletas também mostraram força em águas italianas. A canoísta Debora Bevenides conseguiu chegar até à semifinal do KL2 200m Feminino, mas a sétima colocação na prova não foi suficiente para entrar na finalíssima da categoria.

No KL3 Feminino as brasileiras estreantes em Mundiais, Mari Santilli e Aline Lopes, chegaram à semifinal competindo contra as melhores atletas do mundo, contudo a quarta e sétima posições, respectivamente, não foram suficientes para passarem para a final da categoria. Andrea Pontes e Silva, com a sétima colocação na semifinal do KL1 Feminino também não passou para a final.