Skatistas participam de reinauguração do Skate Park de Campo Grande (Foto: Divulgação)

Skatistas participam de reinauguração do Skate Park de Campo Grande (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
13/09/2016
13:22
Campo Grande (MS)

Criado na década de 70, o tradicional Skate Park de Campo Grande foi reinaugurado neste fim de semana e contou com  a presença ilustre de Bob Burnquist. Impressionado com o que viu, o skatista relembrou os tempos que ia com os amigos, ainda menino, ao local:

- A pista de Campo Grande faz parte da história do skate brasileiro, não só do Rio. Lembro de quando eu era moleque ainda e pegávamos o ônibus pra vir curtir o pico. Foi muito legal eles terem mantido o projeto inicial, mas terem melhorado ainda mais com materiais de ponta. A pista está com velocidade o que deixa tudo divertido - avaliou Bob.

O Skate Park de Campo Grande foi a terceira pista deixada como legado dos Jogos Cariocas de Verão, evento que incentiva atletas profissionais e de fim de semana a praticar esportes que celebram o estilo de vida do verão e do Rio. As outras duas foram inauguradas em Manguinhos, na zona norte, e em São João da Barra, na Região Norte Fluminense. 

Bob Burnquist, um dos grandes ídolo do skate, ainda destacou a importância da criação de novos espaços para a prática do esporte, que foi incluído no programa olímpico para Tóquio 2020.

- O skate nas Olimpíadas é algo que mais cedo ou mais tarde iria acontecer. Agora podemos fazer muito mais, renovar mais pistas, construir outras, levar o skate nas escolas e projetos sociais. Quanto mais pistas, melhor - afirmou.  

O evento também contou com a presença de alguns paratletas, entre eles Davizinho, atual vice-campeão do Duke’s Fest, evento internacional de surf adaptado no Havaí, que já se prepara para disputas também no skate.

O presidente da Federação de Skate do Rio (FASERJ), André Viana, também presente no evento, foi o responsável por anunciar a todos a nova plataforma de fomento ao esporte, a STU - Skate Total Urbe.

- Estamos elevando o nível do skate aqui no Rio. A plataforma STU servirá para estimular a prática da modalidade street, com várias competições com grandes nomes do Brasil e do mundo. Além de manifestações espontâneas do universo do skate através da música, da arte e do audiovisual. Queremos recolocar o Brasil no cenário mundial dos grandes eventos de skate street e fomentar a criação de novos ídolos para as Olimpíadas de Tóquio 2020 - finalizou.