Fabiana Beltrame

Fabiana Beltrame se aposentou da Seleção Brasileira de remo neste ano (Foto: Divulgação)

LANCE!
22/09/2016
20:14
São Paulo (SP)

A proposta do governo federal em excluir a obrigatoriedade das aulas de educação física no currículo escolar do ensino médio foi criticada por atletas olímpicos renomados do esporte brasileiro. A ex-jogadora de vôlei Ana Moser (que atualmente é presidente da organização Atletas pelo Brasil) e a remadora Fabiana Beltrame, campeã mundial em 2011, classificaram a medida como retrocesso. Já a nadadora Joanna Maranhão e a ex-jogadora de basquete Magic Paula mostraram incredulidade em suas redes sociais ao saberem da notícia.

O governo de Michel Temer deseja que a reforma escolar entre em vigor em 2018. As principais mudanças no texto da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) excluem a obrigatoriedade de aulas de educação física, artes, filosofia e sociologia, incentiva o aumento da jornada integral (aumento de 800 para 1.400 horas de aula por ano) e a flexibilização da grade curricular, em que os alunos poderão escolher disciplinas de acordo com sua área de interesse.

As mudanças serão levadas a votação no Congresso por meio de uma medida provisória, o que acelera a tramitação legislativa.

Veja abaixo a reação das atletas sobre a possível exclusão da educação física no ensino médio nas redes sociais. 

Ana Moser, ex-jogadora de vôlei e presidente da organização Atletas pelo Brasil

Joanna Maranhão, nadadora olímpica

Fabiana Beltrame, remadora olímpica e campeã mundial

Magic Paula, ex-jogadora de basquete e medalhista olímpica