icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/08/2015
08:21

O Campeonato Mundial de Atletismo começou na noite desta sexta-feira (horário de Brasília) em Pequim com um resultado histórico. Ghirmay Ghebreslassie, da Eritreia, conquistou a medalha de ouro na maratona e colocou seu nome para sempre nos registros da modalidade.

Ghebreslassie, que não tem qualquer parentesco ou relação com o etíope Haile Gebrselassie, considerado um dos melhores fundistas da história, tornou-se o atleta mais jovem entre todas as 15 edições do Mundial de Atletismo a ganhar uma prova de rua. Ele tem apenas 19 anos.

Além disso, o maratonista também quebrou um tabu para seu país. Ele foi o primeiro atleta da Eritreia a ser campeão em Mundiais. O melhor resultado até então era a medalha de prata de Zersenay Tadese nos 10.000m, no Mundial de Berlim-2009.

- Eu esperava que ele ficasse entre os cinco melhores atletas, pois sabia que ele estava em boa forma. Mas a vitória foi totalmente inesperada - falou Jos Hermens, empresário do atleta da Eritreia e ex-manager do próprio Haile Gebrselassie, bicampeão olímpico e tetracampeão mundial nos 10.000m.

Ghebreslassie completou os 42,195 km com a marca de 2h12m28. A prata foi para o etíope Yemane Tsegay (2h13m08), e o bronze ficou com Munyo Mutai, de Uganda (2h13m30).

- Esta é a primeira medalha de ouro na história da Eritreia, e é muito especial para mim. Isto me dá motivação para treinar ainda mais forte para a Olimpíada do Rio de Janeiro - falou o campeão da maratona.

O Campeonato Mundial de Atletismo começou na noite desta sexta-feira (horário de Brasília) em Pequim com um resultado histórico. Ghirmay Ghebreslassie, da Eritreia, conquistou a medalha de ouro na maratona e colocou seu nome para sempre nos registros da modalidade.

Ghebreslassie, que não tem qualquer parentesco ou relação com o etíope Haile Gebrselassie, considerado um dos melhores fundistas da história, tornou-se o atleta mais jovem entre todas as 15 edições do Mundial de Atletismo a ganhar uma prova de rua. Ele tem apenas 19 anos.

Além disso, o maratonista também quebrou um tabu para seu país. Ele foi o primeiro atleta da Eritreia a ser campeão em Mundiais. O melhor resultado até então era a medalha de prata de Zersenay Tadese nos 10.000m, no Mundial de Berlim-2009.

- Eu esperava que ele ficasse entre os cinco melhores atletas, pois sabia que ele estava em boa forma. Mas a vitória foi totalmente inesperada - falou Jos Hermens, empresário do atleta da Eritreia e ex-manager do próprio Haile Gebrselassie, bicampeão olímpico e tetracampeão mundial nos 10.000m.

Ghebreslassie completou os 42,195 km com a marca de 2h12m28. A prata foi para o etíope Yemane Tsegay (2h13m08), e o bronze ficou com Munyo Mutai, de Uganda (2h13m30).

- Esta é a primeira medalha de ouro na história da Eritreia, e é muito especial para mim. Isto me dá motivação para treinar ainda mais forte para a Olimpíada do Rio de Janeiro - falou o campeão da maratona.