Arthur Zanetti

Arthur Zanetti soma três medalhas em Mundiais e duas olímpicas Ricardo Bufolin/CBG

LANCE!
06/10/2017
15:41
Montreal (CAN)

O Mundial de ginástica artística de Montreal, no Canadá, parte para a definição dos medalhistas por aparelho neste final de semana. Já no primeiro dia de decisões, o Brasil contará com Arthur Zanetti nas argolas. A competição no Estádio Olímpico de Montreal, tem início às 14h (horário de Brasília) e será transmitida pelo canal SporTV 4.

Ouro no Mundial da Bélgica (2013) e prata no Japão (2011) e na China (2014), o campeão olímpico viu, ao longo dos anos, a concorrência no aparelho crescer nos campeonatos internacionais e, em Montreal, não será diferente. Por isso, espera uma prova dura e, como sempre, decidida nos detalhes.

- Nos treinos que fizemos esses dias após as classificatórias, revimos os erros que foram cometidos. Agora tenho que entrar com a cabeça tranquila e fazer o meu melhor. Temos uma base mais ou menos de como deve ser a competição. Ainda vamos fazer a tarde no treino o mesmo que faremos na prova e agora é nos preparamos para tentar fazer o máximo possível - explicou Zanetti.

O técnico de Arthur e coordenador de ginástica artística da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), Marcos Goto, aponta que este Mundial é como se fosse um retorno para Arthur e outros atletas, após o fim do ciclo olímpico passado, quando ele conquistou a medalha de prata nos Jogos do Rio.

- Fizemos um trabalho para 2016 muito intenso, colhemos resultados e agora temos que recomeçar, levando em conta também o desgaste que os atletas tiveram no ciclo passado. Tivemos ginastas como o Arthur Zanetti com uma e o Nory com duas cirurgias e eles ainda não estão com a parte física e técnica 100%, mas estão dando o máximo nos treinos. Ainda não conseguimos chegar ao máximo deles, principalmente com as notas de partida, por conta dessas cirurgias - explicou Goto, que completou: 

- Apesar de todos os nossos problemas, continuamos na elite da ginástica mundial, com o Arthur e a Thaís entre os oito melhores atletas do Mundo nos respectivos aparelhos deles. 

Na noite desta sexta-feira, a partir das 20h (horário de Brasília), a jovem de 16 anos Thais Fidelis disputa o individual geral feminino. A jovem ainda disputa, neste domingo, às 14h (horário de Brasília), a final da trave.