Assembléia Geral COB

Novo estatuto do COB foi aprovado na última quarta-feira (Foto: Rafael Bello/COB)

LANCE!
23/11/2017
17:10
São Paulo (SP)

Após a Atletas pelo Brasil e Comissão de Atletas se manifestarem contra a polêmica votação realizada na última quarta-feira, no Rio de Janeiro, pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), esportistas resolveram utilizar as redes sociais para mostrar sua insatisfação. 

O motivo da queixa deve-se a diminuição de 12 para cinco votos para os atletas no novo estatuto do COB. A diminuição foi aprovada pelo placar de 15 a 14 após a rejeição do voto do presidente da Confederação Brasileira de Rúgbi, Eduardo Mufarej. O cartola chegou a se posicionar a favor dos 12 representantes, mas, por precisar sair mais cedo da reunião, teve o voto rejeitado. Em caso de empate, o presidente do COB, Paulo Wanderley, seria o responsável pela palavra final.

Em postagens nas redes sociais, atletas como Hortência, Nalbert, Cesar Cielo, Gustavo Borges, citaram os nomes do 15 presidentes de confederação que concordaram com a diminuição do espaço para os atletas.

Confira as postagens:

A @atletaspelobrasil repudia o posicionamento antidemocrático das 15 Confederações e seus respectivos Presidentes, que optaram por mais uma vez silenciar os atletas. O esporte brasileiro não pode mais ser propriedade e benefício de poucos. Chega de autoritarismo e abuso de poder. Queremos participação democrática! #EsporteParaTodos #EsporteDemocrático São estas as confederações que traíram os atletas no dia 22/11: Mauro Silva (CBBoxe), João Tomasini (Confederação Brasileira de Canoagem), Manoel Oliveira (Confederação Brasileira de Handebol), Luciene Resende (Confederação Brasileira de Ginástica), Enrique Montero (Confederação Brasileira de Levantamento de Peso), Helio Meirelles Cardoso (Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno), Edson Altino Pereira Junior (Confederação Brasileira de Remo), José Luiz Vasconcellos (Confederação Brasileira de Ciclismo), Alberto Maciel Junior (Confederação Brasileira de Taekwondo), Alaor Azevedo (Confederação Brasileira de Tênis de Mesa), Durval Balen (Confederação Brasileira de Tiro Esportivo), Vicente Fernando Blumenschein (Confederação Brasileira de Tiro com Arco), Walter Pitombo Larangeiras (Confederação Brasileira de Vôlei), Rafael Westrupp (Confederação Brasileira de Tênis) e Pedro Gama Filho (Confederação Brasileira de Wrestling). PS: Infelizmente, a Confederação do meu esporte votou contra! Decepcionante! Leia nosso posicionamento: http://bit.ly/2hWww9o

Uma publicação compartilhada por Nalbert (@nalbert12) em

Como assim? Os maiores interessados não tem voz? Lista dos dirigentes de federações que votaram contra o diereito de voto dos atletas no #COB #democracia #timebrasil

Uma publicação compartilhada por Bia & Branca Feres 👯 Twins (@biaebrancaferes) em

A Atletas pelo Brasil repudia o posicionamento antidemocrático das 15 Confederações e seus respectivos Presidentes, que optaram por mais uma vez silenciar os atletas. O esporte brasileiro não pode mais ser propriedade e benefício de poucos. Chega de autoritarismo e abuso de poder. Queremos participação democrática! #EsporteParaTodos #EsporteDemocrático São estas as confederações que traíram os atletas no dia 22/11: Mauro Silva (CBBoxe), João Tomasini (Confederação Brasileira de Canoagem), Manoel Oliveira (Confederação Brasileira de Handebol), Luciene Resende (Confederação Brasileira de Ginástica), Enrique Montero (Confederação Brasileira sidentesde Levantamento de Peso), Helio Meirelles Cardoso (Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno), Edson Altino Pereira Junior (Confederação Brasileira de Remo), José Luiz Vasconcellos (Confederação Brasileira de Ciclismo), Alberto Maciel Junior (Confederação Brasileira de Taekwondo), Alaor Azevedo (Confederação Brasileira de Tênis de Mesa), Durval Balen (Confederação Brasileira de Tiro Esportivo), Vicente Fernando Blumenschein (Confederação Brasileira de Tiro com Arco), Walter Pitombo Larangeiras (Confederação Brasileira de Vôlei), Rafael Westrupp (Confederação Brasileira de Tênis) e Pedro Gama Filho (Confederação Brasileira de Wrestling). Leia nosso posicionamento: http://bit.ly/2hWww9o #MagicPaula

Uma publicação compartilhada por magicpaula08 (@magicpaula08) em