Ginásio Felipe Karam, do Rio Claro, já passou pelas 'reformas' de adequação da Liga (Foto: Reprodução/Facebook)

Ginásio Felipe Karam, do Rio Claro, já passou pelas 'reformas' de adequação da Liga (Foto: Reprodução/Facebook)

Felipe Domingues
07/04/2016
17:07
São Paulo (SP)

A equipe do Rio Claro (SP), que teve seu ginásio interditado na noite desta quarta-feira, poderá voltar a atuar em casa nas oitavas de final do NBB. Isso porque o time cumpriu com as exigências feitas pela Liga Nacional de Basquete (LNB), que pediu um reforço na segurança do local, e defenderá seu mando no confronto desta sexta-feira contra o Franca, às 20h (de Brasília).

Na última terça-feira, os atletas francanos tiveram seus pertences roubados no vestiário do Ginásio Felipe Karam durante a partida contra os paulistas, após um ladrão quebrar o vidro e invadir o local. Os jogadores perderam celulares, dinheiro, carteiras e outros itens.

Após o ocorrido, a LNB interditou o Ginásio, exigindo que o Rio Claro instalasse grades de proteção nas janelas do vestiário. Segundo o supervisor da equipe, Marcelo Renato, o pedido será atendido ainda antes, e a reforma começaria até o fim dessa tarde, fazendo com que o duelo desta sexta ocorra normalmente.

Inclusive, o supervisor já entrou em contato com a Liga para informar sobre o andamento das obras, e enviou um ofício ao gerente técnico do NBB, Paulo Bassul, que o informou que precisaria apenas de uma foto confirmando que o local possuía a segurança necessária para confirmar a partida.

O embate da última terça-feira terminou com vitória do time da casa, que empatou a série em melhor de cinco das oitavas de final em 1 a 1. O terceiro jogo acontece nesta sexta-feira.