Patrick Joseph Hickey - COI

Patrick Hickey foi preso em seu hotel durante a Rio-2016 (Foto: Reprodução)

LANCE!
10/09/2017
14:58

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou, neste domingo, que Patrick Hickey renunciou seu cargo no comitê executivo da entidade. O irlandês foi preso, durante os Jogos Rio-2016, durante uma investigação sobre a revenda ilegal de ingressos para as Olimpíadas.

O COI informou que a renúncia ocorrerá antes da 131ª Sessão da entidade, que inicia nesta segunda-feira, em Lima, no Peru. O irlandês 'enfatizou que quer proteger o COI', por isso optou pela renúncia.

O Comitê Executivo, que representa a Associação dos Comitês Olímpicos Nacionais (ANOC, em inglês), será eleito em uma reunião anual de quatro dias, a partir da próxima quarta-feira, também em Lima.

Hickey se afastou temporariamente das suas funções no COI após ser preso por autoridades brasileiras sob suspeita de participar da venda ilegal de ingressos. Ele nega todas as irregularidades e segue como membro da entidade. O cartola voltou à Irlanda em dezembro do ano passado após pagar US$ 430 mil (R$ 1,33 milhão) em fiança com dinheiro emprestado pela ANOC.