Ravy Brunow venceu novamente Bruno Gazani e manteve cinturão dos meio-médios

               Brunow venceu novamente Bruno Gazani e manteve cinturão dos meio-médios (FOTO: Silvia Matheó)

LANCE!
17/07/2016
17:05
Rio de Janeiro (RJ)

O WGP #32 trouxe grandes emoções para os fãs de kickboxing na noite deste sábado. Pela primeira vez na Bahia, em Salvador, o maior evento de luta em pé da América Latina coroou dois campeões nas principais lutas da noite. Pela divisão dos meio-médios (até 78kg) Ravy Brunow manteve seu título após vencer novamente o paulista Bruno Gazani, por decisão dividida, em uma luta muito equilibrada. Na outra disputa de título, Barbara Nepomuceno teve menos dificuldades para bater a chilena Aylin Sobrino e sagrar-se campeã na categoria dos super-medios (+70kg) feminino. Outros destaques foram as vitórias do baiano Junior Alpha e do boliviano Ivan Ibarbe.

- Tivemos uma grande noite, com duelos emocionantes. Ravy e Gazani não deixaram a desejar e fizeram o que se esperava, com uma grande luta. E a Barbara merecia esse título por tudo que tem feito na carreira. Queria agradecer ao carinho do povo baiano e tenho certeza que deixamos as portas mais do que abertas para um retorno em breve - afirmou o diretor-executivo do WGP Kickboxing, Paulinho Zorello.

Ravy vence nova guerra com Gazani e mantém cinturão
No combate mais aguardado dos últimos tempos do WGP, Ravy Brunow e Bruno Gazani voltaram a ficar frente a frente pelo título dos meio-médios. Na revanche do duelo vencido por Ravy, em dezembro de 2015, os dois atletas mostram porque são os dois melhores da categoria com um show de técnica de ambos os lados. E novamente o equilíbrio imperou durantes os cinco rounds, com Ravy mais agressivo e Gazani trabalhando bem nos contragolpes.

No quinto e decisivo assalto, os dois atletas partiram para trocação franca e levantaram o público presente no ginásio. E novamente o duelo foi para a decisão dos juízes, que deram a vitória para o campeão de forma dividida. Esta foi a terceira defesa de título bem-sucedida de Ravy Brunow.

- Queria agradecer a minha família e a todos meus amigos que estavam torcendo por mim, lutar aqui na Bahia foi muito especial. Eu precisava vencer o Gazani de novo para acabar de vez com essa história e foi muito importante manter esse cinturão. Infelizmente tem gente que não sabe perder, mas eu levo na boa e espero voltar a lutar muito em breve no WGP - festeja Brunow.

Barbara Nepomuceno não dá chances a chilena e leva título; Alpha vence
Na co-luta principal da noite, o título super-médio feminino do WGP estava em jogo. A capixaba campeã mundial no amador, Barbara Nepomuceno, colocou seu talento à prova diante da promessa chilena Aylin Sobrino. Com muita intensidade desde o início, a brasileira se aproveitou da maior envergadura para conectar os melhores golpes, que castigaram Aylin durante os três primeiros rounds. No quarto e no quinto a chilena equilibrou o duelo, mas ao final dos quinze minutos, vitória foi clara para Barbara, que engatou o terceiro triunfo seguido no WGP e é a nova campeã dos super-médios feminino.

Em uma das lutas mais aguardadas do evento, o baiano Junior Alpha e o carioca Ruan Ferreira fizeram jus às expectativas. Com muita emoção e os dois atletas alternando bons momentos no combate, melhor para Alpha, que impôs pressão nos dois rounds finais e venceu na decisão unânime. No primeiro duelo internacional do WGP #32, o veterano Sergio Pestinha fez sua estreia na organização lutando em casa, diante da promessa boliviana Ivan Ibarbe. Apesar dos 20 anos de diferença entre os dois, Pestinha demonstrou bom preparo e fazia um duelo equilibrado até lesionar o tornozelo esquerdo e ser derrotado por nocaute no segundo round.

Outro anfitrião da noite, Marcus Vinicius protagonizou um combate muito movimentado diante de Guilherme Sancho. Mostrando grande preparo físico, os dois atletas levantaram o público presente com um show de trocação. Ao fim dos três rounds, vantagem para Guilherme Sancho, vitorioso por decisão unânime. No embate que abriu o card principal, Albert Dias superou Miguel Jacob por unanimidade após três rounds muito intensos.

Nas lutas iniciais da noite o destaque foi o combate entre Leonardo Casotti e Samuel Santos. Com muita técnica, os dois atletas fizeram uma luta equilibrada e repleta de reviravoltas. No final, vitória de Casotti por decisão dividida. Rafael Spin foi outro a se destacar na vitória por decisão unânime sobre Antonio Pitiço. Ricardo Coreano e Diogo Povezan venceram Hugo Nascimento e Denis Junior, respectivamente, por decisão dividida.

WGP #32 - Resultados oficiais
Main Card
Ravy Brunow venceu Bruno Gazani por decisão dividida
Barbara Nepomuceno venceu Aylin Sobrino por decisão unânime
Junior ‘Alpha’ venceu Ruan Ferreira por decisão unânime
Ivan Ibarbe venceu Sergio ‘Pestinha’ por nocaute técnico no segundo round
Guilherme ‘Ceará’ Sancho venceu Marcus Vinícius por decisão dividida
Albert Dias venceu Miguel Jacob por decisão unânime
Diego Piovezan venceu Denis Júnior por decisão dividida
Ricardo ‘Coreano’ venceu Hugo Nascimento por decisão dividida
Leonardo Casotti venceu Samuel Santos por decisão dividida
Rafael Spin venceu Antonio ‘Pitiço’ por decisão unânime

Undercard / Card Local
Edson Marques venceu Marcos Biriba por nocaute no primeiro round
Vitor de Souza venceu Bruno Nacadinho por decisão
Kaka Naja venceu Mayara ‘Marrenta’ por decisão
Robson Santos venceu Luiz Antonio por decisão
Matheus Dantas venceu Allyson Kivio por decisão
Lucas Cruz venceu Cleuber Cabral por decisão
Ronilson Mamute venceu Francisco Júnior por nocaute no primeiro round
Cristiano Dantas venceu Arnaldo de Andrade por decisão
João Antunes venceu Clecio Pereira por decisão