Luis Fernando Coutinho
27/01/2016
15:07
Rio de Janeiro (RJ)

Dois dias depois de anunciar sua saída do UFC 196 junto a Cain Velásquez também por uma lesão, Fabricio Werdum resolveu quebrar o silêncio e fazer um desabafo. Em mensagem de voz enviada a alguns membros da imprensa, o campeão dos pesados do UFC fez um desabafo e refletiu a respeito da decisão de sair do evento.

- Queria dizer que foi  a melhor decisão que já tomei na minha vida de não lutar com o Cain Velásquez, nem com o Miocic e nem com ninguém. Tive uma lesão nas costas, mas ao mesmo tempo que estou triste pela lesão, estou feliz porque consegui ver muita coisa nesse machucado que tive. Falo isso num todo. Tive esses dias com minha família, mulher e filhas e pude ver que é tudo passageiro. Tudo é uma fase na minha vida. Algumas pessoas falaram mal de mim, outras me apoiaram como amigos. Fiquei pensando... Como as pessoas são cruéis! É uma lesão que tive, tomei a decisão e tenho certeza de que foi certa. Fui criticado sem ter uma derrota. Imagina com uma derrota... Fiquei imaginando se tivesse lutado, ou me machucado pelos fãs, pelo evento... Não tive uma derrota. Só decidi não lutar pela minha saúde, para ficar bem e me recuperar 100%. Imagina ser lembrado por aquele cara que ficou com uma lesão muito mais grave, paraplégico, paralítico... Como seria? Será que iam saber de mim depois, ou só como campeão? Tudo teve seu lado bom - avaliou o campeão dos pesados do UFC.

Para explicar seu sentimento, Werdum citou nomes de grandes astros da organização que em algum momento da carreira enfrentaram a reação negativa dos fãs por algum motivo.

- Fiquei triste por não ter lutado, mas achei ótimo. Fiquei imaginando... Imagina o Anderson (Silva), O Jon Jones, que teve problema com a justiça, a Ronda, todo mundo na cabeça dela... Eu não lutei e as pessoas caíram em cima de mim. Na realidade cada um faz a sua. isso é o importante. Importante é estar com a família e cada um fazer a sua. Foi ótimo para eu poder ver quem é quem e quem está comigo. Gosto de treinar para poder lutar. Gosto do glamour da luta, gosto muito disso tudo, mas isso me desmotivou. Consegui ver tudo isso. Como as pessoas são ruins. As pessoas que criticaram tinham de olhar para si mesmo. Tem de pensar bem. Isso é o que tinha para dizer, foi um desabafo - finalizou.

Depois de Cain Velásquez deixar a disputa de cinturão dos pesados, programada para o UFC 196, dia 6 de fevereiro, em Las Vegas (EUA), o UFC anunciou Stipe Miocic como substituto para o combate, mas Fabricio Werdum anunciou sua lesão e a saída do show mesmo com a decisão do UFC.