Esquiva Falcão (azul) disputa os Jogos de Londres (ING), em 2012, com a proteção na cabeça (Foto: AFP)

Esquiva Falcão se confundiu com vídeo enviado pelo WhatsApp (Foto: AFP)

RADAR / LANCE!
10/02/2017
12:52
Nevada (EUA)

O fim de tensão marcou a sexta-feira de Esquiva Falcão. Horas após divulgar no Twitter que sua casa havia sido invadida por bandidos em meio à onda de violência no Espírito Santo, o pugilista garantiu, via assessoria de imprensa, que tudo não passou de uma confusão sua:

"Gostaria de tranquilizar a todos. Graças a Deus, está tudo bem, foi apenas um mal entendido! Minha casa está segura e, o mais importante, minha família está bem. Mas vale lembrar que a situação está caótica, muitos amigos e familiares estão com medo". 

De acordo com a mulher de Falcão, Suelen Marques, o pugilista está atento com a situação caótica no estado. E detalhou o motivo do marido ter se confundido:

'Era noite e as casas do bairro são muito parecidas. Como está muito perigoso e havia bandidos fazendo assaltos no bairro, eu fui para a casa da minha mãe com meus filhos, deixei algumas luzes acesas, mas não havia ninguém lá. Nossa casa está preservada. O bairro tem monitoramento 24 horas e estamos em alerta".

O pugilista, que está nos Estados Unidos se preparando para sua próxima luta, pediu para que a paralisação de policiais militares no estado, que iniciou no último sábado, chegue ao seu final. 

"Faço novamente um apelo às autoridades pois a população está sofrendo. Que Deus proteja à todos e isso se resolva urgente!", declarou o capixaba, que se prepara para sua 17ª luta como profissional, marcada para a próxima sexta-feira (17)".