LANCE!
29/03/2016
15:01
Rio de Janeiro (RJ)

Semanas depois, a luta entre Nate Diaz e Conor McGregor, realizada no dia 5 de março, em Las Vegas (EUA), ainda é assunto no mundo das lutas. Segundo um dos treinadores de Diaz, um dos motivos que ajudaram Conor a conquistar a massa muscular necessária para se apresentar na categoria dos meio-médios foi o uso de esteroides.

Em entrevista ao Submission Radio, Richard Perez analisou a evolução física de Conor, que migrou dos penas (até 65,8kg) para os meio-médios (até 77,1kg) em menos de quatro meses.

- Não estou com ele, e não seria eu a pessoa que poderia falar a verdade. Mas é só observar um cara subir dos penas para o meio-médio. Você espera que ele tenha alguma gordura corporal. Acredite em mim, esse cara tinha que ter alguma gordura em algum lugar. Ele (Conor) não tinha gordura alguma, só músculos. Como é possível? Não tenho como ter certeza, mas me parece que ele estava usando algum tipo de substância para ficar maior. Conor é um cara pequeno, e caras pequenos não crescem assim tão rapidamente - comentou Perez.

Apesar da opinião de Perez, segundo o site MMA Fighting, todos os lutadores que se apresentaram no UFC 196 passaram limpos pelo exame antidoping, sem qualquer irregularidade.

Vale lembrar que McGregor enfrentaria Rafael dos Anjos pelos leves (até 70,3kg), mas o brasileiro se machucou e o irlandês acabou aceitando o desafio na categoria acima. Seu próximo compromisso no octógono ainda não foi definido, mas a expectativa é que Conor faça a revanche com Diaz no UFC 200, dia 9 de julho, em Las Vegas.