Ju Thai (FOTO: UFC)

Ju Thai vem de vitória sobre a compatriota Erica Almeira e é mais uma brasileira no card do UFC 197 - (FOTO: UFC)

LANCE!
22/04/2016
10:54
Rio de Janeiro (RJ)

Peso-palha do Ultimate, Juliana Lima volta ao octógono neste sábado (23) após 11 meses de espera, contra a ex-campeã Carla Esparza, pelo UFC 197, que acontece em Las Vegas (EUA).

Juliana estreou no Ultimate com derrota por pontos para a atual campeã da categoria, Joanna Jedrzejczyk, em julho de 2014, na Califórnia. Quatro meses depois, em Minas Gerais (MG), a atleta mediu forças com Nina Ansaroff e venceu na decisão dos juízes laterais. Sua última aparição foi em maio de 2015, em Goiânia, no UFC Fight Night 67, quando derrotou a compatriota Ericka Almeida.

Em seguida Ju Thai sofreu um estiramento no joelho direito e ficou impossibilitada de treinar 100% por cerca de três meses. A lesão atrapalhou, mas ela garante estar completamente curada e lembra que o período que ficou sem lutar é menor que o de sua adversária.

- Nunca fiquei completamente parada. Na época que estava lesionada eu praticava ao menos a parte do boxe. Estou sempre em treinamento, pois vivo da luta, gosto disso e preciso do meu corpo saudável para desempenhar bem a minha função. Desde meados de setembro que estou 100% fisicamente, fazendo sparring duas vezes por semana inclusive. A organização demorou a me dar um novo desafio, mas estou super feliz com a luta que me deram, pois a Esparza é ex-campeã, é uma grande atleta e está sem lutar há mais de um ano, então se fizer diferença para mim vai fazer para ela também - assegura a mineira de 34 anos de idade.

2016 é um ano chave para Juliana Lima subir no ranking do UFC e ganhar prestígio na franquia. Para que isso aconteça, ela sonha em lutar ao menos três vezes até dezembro e conseguir impressionar os fãs e organizadores do evento com performances cada vez mais consistentes.

- Acredito que esse será meu ano e certamente demonstrarei que sou uma das tops da categoria, começando já no dia 23 de abril. Melhor posição no ranking e bônus por apresentação serão consequência do trabalho que está sendo muito bem feito - promete.

Na luta principal do UFC 197, Jon Jones e Ovince St. Preux disputam o cinturão interino dos meio-pesados.