LANCE!
22/06/2016
13:30
Rio de Janeiro (RJ)

Atual campeã peso-galo feminino do UFC, Miesha Tate não se contenta em focar apenas em seu próximo desafio, que acontece no dia 9 de julho, em Las Vegas (EUA), pelo UFC 200, contra Amanda Nunes. Tate também enxerga no futuro um confronto com Cris Cyborg.

Durante uma conversa com a imprensa em Los Angeles, para promover o UFC 200, Tate comentou a possibilidade de encarar Cris Cyborg no futuro.

- Não sei se posso não lutar pelo título sendo a campeã. Não sou Conor McGregor, então não sei. Acho que ela pode bater (61,2kg, peso da categoria dos galos), mas sim, ela é grande. Ela é naturalmente grande e tenho certeza de que seria realmente um corte difícil para ela. Ela teria que perder dinheiro também. Ela não seria capaz de perder apenas o peso da água. Ela teria que vir para baixo (descer de peso). Mas outra coisa é que eu não sei se não posso lutar pelo cinturão enquanto sou a campeã. Eu não sei como isso funciona. Eu não sou Conor McGregor. Não tenho certeza. Mas acho que seria melhor se nós fizemos isso pelo título. Eu acho que seria muito legal uma luta contra Cyborg - explicou a americana, em trecho reproduzido pelo site MMA Junkie.

Cris Cyborg já anunciou diversas vezes que não tem condições de descer dos penas (até 66kg) até os galos (61 kg). Ela estreou no UFC com nocaute contra Leslie Smith, no último dia 14 de maio, pelo UFC 198. Porém, o combate foi em um peso casado (até 63,5 kg).

Miesha Tate e Amanda Nunes se enfrentam pelo título peso-galo feminino no UFC 200. No mesmo evento, Daniel Cormier e Jon Jones se encaram pelo cinturão dos meio-pesados, e José Aldo e Frankie Edgar duelam pelos penas.