Luis Fernando Coutinho
10/07/2016
11:58
Las Vegas (EUA)

Lutador mais ovacionado da noite, Anderson Silva tem muitos motivos para comemorar apesar do revés sofrido para Daniel Cormier, na decisão unânime dos juízes do UFC 200, neste sábado, em Las Vegas (EUA). Depois de aceitar a luta com dois dias de antecedência, o brasileiro resistiu a três rounds contra o campeão, chegou a assustar em alguns momentos e saiu do octógono como um campeão tamanha a ovação do público presente na Arena T-Mobile.

Mas até chegar ao ponto alto de sua "missão" no UFC 200, Spider teve de lidar com a desconfiança da família. Segundo ele, seus filhos o chamaram de "maluco" pelo desafio aceito em cima da hora. Ele também explicou por quê não aceitou enfrentar Cormier em luta de cinco rounds e comentou seu futuro.

- Em nenhum momento passou na minha cabeça (fazer uma luta de cinco rounds). Quando soube do Jon Jones, liguei para o Ed (Soares, empresário) e disse que queria me botar à prova. Me chamaram de maluco lá casa. Meus filhos brigaram comigo. Aceitei o desafio, pois pra mim era algo importante. Eu não quis, não treinei para cinco rounds. Não treinei nenhum dia depois da cirurgia. Aceitei para ajudar o evento. É uma coisa que eu gosto de fazer, compor o time do UFC. Sou feliz com algumas coisas, temos nossos problemas, mas isso é normal. Acho que seria desrespeitoso da minha parte querer lutar com campeão por cinco rounds. Agradeço ao Cormier por ter aceitado me enfrentar - afirmou o ex-campeão dos médios, em coletiva de imprensa logo após o show.

Questionado sobre o futuro, Anderson deixou no ar a hipótese de voltar a lutar como um meio-pesado, na categoria em que enfrentou Cormier. Ele deixou claro que apesar de mirar uma revanche com Bisping gostaria de ver o amigo Ronaldo Jacaré lutando pelo cinturão.

- Minha categoria é a dos médios, então meu plano é voltar para casa, continuar minhas férias e seguir meus projetos pessoais e tudo tem seu tempo e hora. (Ronaldo) Jacaré é o próximo a lutar pelo título. Gostaria de lutar com o (Michael) Bisping, pois sabem que o venci, mas é complicado, pois o Jacaré é meu irmão. Estou na torcida por ele. Estou buscando é ser feliz, seja em uma categoria ou outra - concluiu.