LANCE!
27/03/2017
14:57
Rio de Janeiro (RJ)

Georges Saint-Pierre teve seu retorno ao octógono mais famoso do mundo confirmado contra Michael Bisping em disputa de cinturão dos médios ainda sem data e local anunciados. Alheio à polêmica que a divulgação do combate gerou, GSP explica o motivo de ter escolhido o inglês para ser o rival de sua volta ao octógono. Ele quer fazer lutas que aumentem seu status no MMA. 

Em participação no programa The MMA Hour, St-Pierre declarou que seu único desejo com o retorno ao esporte é "fazer as maiores lutas possíveis" que possam consolidar sua posição de "maior de todos os tempos". 

- Não tenho o desejo de lutar até quarenta e tantos anos. Essas serão umas das últimas, são poucas que vou fazer, quero escolhê-las cuidadosamente. E quando digo cuidadosamente, quero dizer que quero as maiores lutas possíveis. As lutas que vão consolidar meu legado como o melhor de todos os tempos. E é isso que eu quero fazer, quero fazer história. E talvez eu vá falhar, mas pelo menos se eu falhar, não vou me arrepender quando tiver 50 anos - explicou o canadense.

Georges Saint-Pierre não luta desde novembro de 2013, quando venceu Johny Hendricks em decisão polêmica dos juízes no UFC 167. O ex-campeão dos médios optou por interromper a carreira alegando problemas pessoais.