Lina

             Cris Cyborg e Lina Lansberg ficaram frente a frente em uma encarada - (Foto: Bruno Miani - Inovafoto)

Erik Engelhart
21/09/2016
10:00
Rio de Janeiro (RJ)

Lina Landesberg já provou ser destemida só pelo fato de ter aceitado enfrentar a brasileira Cris Cyborg, no próximo sábado (24), na luta principal do UFC Brasília.

Dona de um cartel com seis vitórias, sendo quatro delas conquistadas por nocaute técnico, a sueca perdeu apenas em seu debute no MMA, em 2012. Em entrevista ao LANCE!, a lutadora revelou que não esperava enfrentar uma das maiores lutadoras de todos os tempos logo em sua estreia no UFC, mas garantiu que a pressão vai estar do outro lado.

- Vai ser uma luta mental. Cyborg tem muito a perder, ela vai estar lutando diante do seu público, enquanto eu não tenho nada a perder. Acho que a luta vai ser vencida na cabeça. Acredito que ela vai estar com mais medo do que eu. Podem esperar muito mais do que vocês imaginam. Vou surpreender, eu realmente espero que o público veja algo inesperado (risos), sei que ela não é invencível - disse a confiante atleta.

Apesar de ter sido pega de surpresa ao receber a proposta para enfrentar a curitibana, Landesberg já vem mapeando o estilo de luta de Cris Cyborg há muitos anos.

- Muitas pessoas me paravam na rua e diziam que gostariam de me ver lutando com a Cyborg. Então, apesar da surpresa, essa é uma possibilidade que sempre se colocou possível. Vai ser especial, uma grande luta de estreia. A gente sempre imagina que alguma hora vá ter um grande desafio pela frente, mas é claro que eu fiquei surpresa quando me ofereceram a Cyborg. Não iria imaginar que em minha primeira luta no UFC eu pudesse enfrentá-la logo de cara, fiquei muito empolgada e aceitei na hora - comemorou.

Lutar diante do público brasileiro e dos tradicionais gritos de 'uh vai morrer', é algo que definitivamente não preocupa a sueca, que se disse preparada para ser 'odiada' em Brasília. 

- Vai ser incrível, adoro lutar diante de um grande público, mesmo que não seja a meu favor. Acho que vou ser odiada no Brasil, mas é paixão, eu gosto disso. Mas o público não entra no octógono, não me traz perigo, na realidade não estou preocupada com nada, só penso que vai ser bastante divertido -encerrou.

Confira as lutas do UFC Brasília

​Cris Cyborg x Lina Lansberg
Renan Barão x Phillipe Nover
Antônio Pezão x Roy Nelson
Francisco Massaranduba x Paul Felder
Thiago Marreta x Eric Spicely
Godofredo Pepey x Mike de La Torre
Card preliminar
Michel Trator x Gilbert Durinho
Rani Yahya x Michinori Tanaka
Jussier Formiga x Dustin Ortiz
Erick Silva x Luan Chagas
Alan Nuguette x Steven Ray
Vicente Luque x Hector Urbina
Glaico França x Gregor Gillespie