Nick Diaz foi derrotado por Anderson SIlva no UFC 183 (FOTO: Getty Images)

Nick Diaz enfrentou Anderson SIlva em janeiro de 2015, mas ambos foram flagrados no doping -  (FOTO: UFC)

LANCE!
02/08/2016
14:45
Rio de Janeiro (RJ)

Após conquistar o cinturão dos meio-médios do UFC, no último sábado (30), em Atlanta (EUA), com um nocaute sobre Robbie Lawler, Tyron Woodley declarou que gostaria de defender o seu cinturão diante de Nick Diaz, naquela que o americano nomeou como a "luta de dinheiro".

Diaz está livre para competir, após pegar um gancho de um ano e meio por ter sido flagrado de maneira reincidente no doping por uso de maconha, em sua última luta contra Anderson Silva, em janeiro de 2015.

Em entrevista ao site "TMZ", o americano falou sobre a possibilidade de disputar o título, mas duvidou que o UFC o coloque para lutar contra Woodley e, em meio a uma chuva de palavrões, desdenhou do cinturão do UFC.

- Se fizerem uma proposta, não posso recusar. Mas duvido que aconteça. Não devo m** a ninguém. Eles estão diminuindo meu nome, não preciso de nenhum pedaço de plástico mentiroso (cinturão do UFC). Todo mundo quer lutar contra mim, campeões do meio-médio e do médio. A gente pode se encontrar no meio do caminho, sou um pay-per-view sem título - disparou.

Aos 32 anos de idade, o ex-campeão do Strikeforce, Nick Diaz, construiu um cartel com 26 vitórias, nove derrotas e duas lutas sem resultado.