UFC 200: Cain Velásquez nocauteou Travis Browne

Velásquez terá a revanche contra o brasileiro Fabrício Werdum no UFC 207 (FOTO: AFP)

LANCE!
22/12/2016
15:41
Rio de Janeiro (RJ)

Prestes a enfrentar o brasileiro Fabrício Werdum, em janeiro de 2017, o ex-campeão dos pesos pesados, Cain Velásquez fez uma revelação bombástica. Em entrevista ao site americano "Espn.com", o lutador admitiu que faz uso de Canabidiol (CBD), um dos componentes da maconha medicinal para curar dores antes das lutas.

- É a única coisa que me permite continuar treinando, e não estou tomando nenhum analgésico perigoso que possa me viciar posteriormente. Não sei o que todos vão achar depois de eu dizer isso, mas é apenas um dos fatos duros que nós lutadores precisamos encarar. No passado, na NFL (liga profissional de futebol americano dos EUA), os jogadores se viciaram em analgésicos. Não quero ser um tipo de viciado. - explicou Velásquez.

Atualmente, o lutador americano com ascendência mexicana faz uso do medicamento por meio de spray oral. No estado da Califórnia, onde Cain mora e treina, a maconha é liberada para uso medicinal e uso recreativo.

Para a revanche contra Werdum, o americano afirma que parará de usar o spray, uma semana antes do UFC 207, para não cair no anti-doping. Porém, o lutador terá que tomar uma injeção de cortisona para a 'vingança' contra o brasileiro:

- Fiz tudo. Fiz sparring, wrestling. Não estou perdendo nenhum exercício. Fiz meu condicionamento, tudo. Eu me sinto muito bem. Esta luta é sobre conseguir minha vingança, e é por isso que gosto dela. É uma luta que eu pedi e uma luta que quero muito. - finalizou o ex-campeão dos pesos pesados.