LANCE!
15/03/2016
12:26
Rio de Janeiro (RJ)

Quem acompanha o mundo das lutas sabe que Michael Bisping é um dos atletas mais interessados em criticar o uso de esteroides e escândalos de doping no MMA. E não é à toa. O inglês já foi derrotado por quatro lutadores com histórico de uso de (TRT) Terapia de Reposição de Testosterona, banida do MMA desde o início de 2014, e segue fazendo barulho contra casos parecidos. O alvo agora é Yoel Romero, cubano do UFC flagrado no antidoping após luta em dezembro contra Ronaldo Jacaré.

Em edição de seu podcast The Countdown, o lutador inglês, questionado por Luis Gomez, companheiro de bancada, concordou que o doping no MMA deveria ser considerado crime.

- Concordo completamente. Eu sei que as pessoas estão cansadas de me ouvir batendo na tecla esteroides. Ficaram cansados de me ouvir falando mal de Anderson Silva. Mas o que acontece é que como lutadores o que fazemos é tentar fazer nosso rival sentir dor. Simples assim. Estamos tentando nocautear um ao outro. A maioria dos lutadores, na verdade todos os lutadores, não nasceram com uma colher de prata na boca. Estamos fazendo isso porque temos que fazer. Essa é a unica forma que sabemos de oferecer uma vida melhor a nossas famílias. E a p... desses lixos covardes que tentam trapacear, sabe? Sinto fortemente e esperançosamente que nunca mais vejamos Yoel Romero de novo - afirmou.

Após vencer Anderson Silva em combate polêmico, Bisping ainda não sabe quem será seu próximo adversário no octógono do Ultimate.