Marcos Pezão é ex-participante do The Ultimate Fighter Brasil (FOTO: Divulgação)

Com dois nocautes e um revés no UFC, Pezão é ex-participante do The Ultimate Fighter Brasil (FOTO: Divulgação)

Erik Engelhart
22/04/2016
10:41
Rio de Janeiro (RJ)

Com duas vitórias por nocaute e um revés no Ultimate, Marcos Pezão será um dos cinco representantes do Brasil no card do UFC 197, que acontece neste sábado (23), em Las Vegas (EUA). O paulista bate de frente contra o americano Clint Hester e prometeu muita trocação e, se possível, um desfecho rápido.

Em entrevista exclusiva ao LANCE!, o meio-pesado avaliou o confronto com o americano e revelou que almeja algo mais do que uma simples vitória.

- Vou partir para a trocação com muita disposição e se a mão entrar pode ter certeza que vai rolar um nocaute, mas estou pronto para três rounds se for o caso. Estou muito bem preparado para essa luta e de olho no bônus. A gente ganha bem no UFC, mas sempre rola aquela expectativa. Em primeiro lugar tenho que garantir a vitória, mas um prêmio extra é sempre muito bem vindo - disse Pezão.

O lutador, que fez toda sua preparação para a luta na equipe American Top Team, na Flórida (EUA), não quer saber de menosprezar seu adversário pelo fato do mesmo estar vindo de duas derrotas por nocaute.

- Ele é um cara muito duro e apesar de vir de duas derrotas, as mesmas foram para caras duríssimos, do topo da categoria, então não tem como menosprezar o adversário e vou entrar com tudo - comentou o atleta, que mandou um recado para a torcida.

- Podem esperar muita agressividade da minha parte, vou partir para a luta com vontade de ganhar e darei um grande espetáculo - concluiu.

Na luta principal do UFC 197, Jon Jones e Ovince St. Preux disputam o cinturão interino dos meio-pesados.