Luis Fernando Coutinho
27/10/2017
08:40
São Paulo (SP)

Um assunto sempre polêmico no mundo das lutas é a troca de academias por parte de lutadores. Enquanto atletas se mantém fiéis às suas raízes e se recusam a treinar fora do país por respeito a suas equipes e treinadores, outros lutadores enxergam experiências fora do país como um hábito saudável. Este é o caso de Vicente Luque. Nascido em New Jersey, ele cresceu em Brasília, onde ingressou no MMA. Hoje, ele divide seus treinos entre Brasil e Estados Unidos com naturalidade.

Atleta da Cerrado MMA desde o começo de sua carreira, Luque também representa a Combat Club, academia liderada pelo amigo e companheiro de treinos Gilbert Durinho, na Flórida. 


- Treino no Cerrado MMA, em Brasília, academia onde comecei e onde estou até hoje. Em 2014, foi a primeira vez que saí do Brasil para assistir a um evento, e isso abriu minha cabeça. Tenho sorte de ter um treinador de cabeça aberta que me permite evoluir fora da academia. Sempre temos de buscar novas experiências - explicou.

Amanhã, Luque encara Niko Price em duelo válido pela divisão dos meio-médios, pelo card preliminar do UFC Sâo Paulo, que acontece no Ginásio do Ibirapuera. O lutador encoraja atletas que evitam deixar suas academias com medo de serem julgados como traidores.

- Temos que viajar atrás de novos treinos. Não quer dizer que estamos dando as costas para o Brasil. Pelo contrário. A busca por novos conhecimentos é para que possamos representar cada vez melhor nosso país. Moro em Brasília, mas sempre que posso viajo. Ninguém deve ficar com medo disso - finalizou.

Confira as lutas do UFC São Paulo
Derek Brunson x Lyoto Machida
Demian Maia x Colby Covington
Pedro Munhoz x Rob Font
Francisco Massaranduba x Jim Miller
Thiago Marreta x Jack Hermansson
John Lineker x Marlon Vera
Card preliminar
Vicente Luque x Niko Price
Antônio Cara de Sapato x Jack Marshman
Elizeu Capoeira x Max Griffin
Hacran Dias x Jared Gordon
Deiveson Alcântara x Jarred Brooks
Marcelo Golm x Christian Colombo